×
Por
AFP
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
30 de jul. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Showroomprivé gera lucro "já superior a todo o exercício de 2020" no primeiro semestre

Por
AFP
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
30 de jul. de 2021

Impulsionado pelo boom do comércio online desde o início da pandemia, o grupo francês SRP, proprietário do site de venda de estique online Showroomprivé, divulgou na quinta-feira (29) um lucro líquido de 20,6 milhões de euros, "já superior a todo o exercício financeiro de 2020".


David Dayan eThierry Petit, cofundadores da Showroomprivé - Showroomprivé


No primeiro semestre de 2020, o grupo sofreu um prejuízo líquido de 6,6 milhões de euros. Ao longo de todo o ano passado, gerou um lucro líquido de 13,9 milhões de euros. O seu volume de negócios no primeiro semestre de 2021 ascendeu a 388,3 milhões de euros, uma progressão de mais de 28%. A nível internacional, o volume de negócios aumentou 38,4%, atingindo 62,9 milhões de euros.
 
A Showroomprivé, que em 2020 havia registrado uma “atividade recorde” com a corrida dos consumidores ao e-commerce durante a crise sanitária, confirma assim a retomada das suas vendas registrada no segundo semestre de 2020.

Thierry Petit e David Dayan, cofundadores da Showroomprivé, declararam através de um comunicado publicado na quinta-feira: “Acabamos de realizar um excelente primeiro semestre, num contexto que se tem mantido efervescente para o e-commerce.”
 
O grupo espera, no entanto, "uma desaceleração na dinâmica da sua atividade no terceiro trimestre" devido à falta de estoques disponíveis em setores fora da moda, como eletrônicos ou os eletrodomésticos, em função de uma "escassez de componentes eletrônicos", mas acima de tudo de uma comparação exigente com o segundo trimestre, marcado no final por uma forte "recuperação das encomendas".

O site registou 7,4 milhões de pedidos no primeiro semestre de 2021, + 15,5% que em 2020. Cerca de 2,3 milhões de pessoas fizeram pedidos no site no primeiro semestre. Existem agora mais de 11 milhões de compradores cumulativos que fizeram pelo menos uma compra na plataforma desde a criação da empresa em 2006.
 
O ano de 2019 foi difícil para a Showroomprivé, que sofreu um prejuízo líquido de 70,5 milhões de euros. A empresa emprega mais de 950 pessoas.

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.