×
Publicado em
24 de nov. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Shopping Centers preveem alta de 6% nas vendas durante a Black Friday

Publicado em
24 de nov. de 2022

A Pesquisa de Expectativas Black Friday 2022, da Associação Brasileira de Shopping Centers (ABRASCE), feita em todo o país, aponta uma estimativa de venda 6% superior ao da mesma data do ano passado. O levantamento, realizado entre os dias 3 e 11 de novembro, teve como objetivo entender as perspectivas do setor em relação a fluxo de visitantes, vendas e ticket médio para a Black Friday, entre os dias 24 a 27 deste mês. A data também deve marcar uma alta no volume de frequentadores aos shoppings, pois a expectativa dos lojistas é que o fluxo de pessoas seja 13% maior ao observado em 2021.


 
O ticket médio esperado nos shoppings é de R 229,30. Já os descontos oferecidos variam na maioria dos shoppings entre 10% a 70%, com uma média de 41%. Entre as categorias mais procuradas, os produtos mais citados foram eletrônicos (78%), eletrodomésticos (67%) e vestuário (52%). Apesar do cenário otimista para a Black Friday, a estreia da seleção brasileira na Copa do Mundo em 24/11, dia em que se começa a contabilizar as vendas da data comemorativa, foi citada como um evento que pode limitar o consumo. 

Diante do aumento contínuo na frequência de visitantes ao longo de 2022, a Abrasce estima que 112 mil trabalhadores temporários devam ser contratados nos shoppings neste quarto trimestre, período mais movimentado do ano, o que representa um incremento de 14% sobre o período anterior.

O presidente da ABRASCE, Glauco Humai, classifica como importante as perspectivas do setor para a data, pois demonstra que o varejo nos shoppings está em plena recuperação como também há uma predisposição dos consumidores em retornarem cada vez mais aos empreendimentos para efetuarem suas compras e para curtirem as opções de lazer. “Muito mais que bons números, é uma perspectiva cada vez mais sólida de um crescimento contínuo no setor. Os lojistas e empresários estão animados com o crescimento nas vendas e com o retorno da população, movimento que resulta em vendas, emprego e manutenção de investimentos no varejo brasileiro”, finaliza. 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.