Shiseido se fortalece graças ao aumento de 9% nas vendas de suas marcas de prestígio

Há dois anos, a empresa japonesa de cosméticos, Shiseido, atingiu a marca de 1 trilhão de ienes, um objetivo originalmente definido para 2020, e os resultados do ano passado continuaram a impressionar com as vendas líquidas, o lucro operacional e o lucro líquido do grupo, atingindo níveis recordes.


Shiseido

A empresa que é proprietária de marcas de beleza como Bare Minerals, Nars e Laura Mercier, disse que seu portfólio de prestígio ajudou a impulsionar o aumento de 8,9% nas vendas consolidadas para 1,09 trilhão de ienes (9,9 bilhões de dólares) durante o ano fiscal encerrado em 31 de dezembro de 2018. Em moeda local, as vendas líquidas cresceram 8,8%.

A empresa obtém a maior parte de suas receitas no Japão e na China, que juntos representaram quase 60% das vendas líquidas no ano passado. A melhoria econômica do Japão e a força da China foram cruciais para o grupo. A China, em particular, foi um dos negócios de crescimento mais rápido da Shiseido no ano passado, com vendas em alta de 32,3%, atrás apenas do varejo de viagem, que cresceu 34,7%.

A região Ásia-Pacífico também registrou crescimento, de 13,9%, enquanto um desempenho misto em toda a Europa resultou em um aumento de 4,3% nas vendas na região EMEA. Por fim, o crescimento desacelerou nas Américas, com queda de 1,8% nas vendas em relação ao ano anterior.

VISÃO 2020

A Shiseido está em uma missão para garantir seu futuro pelos próximos 100 anos. Além de direcionar todas as suas atividades para um foco voltado para o consumidor, a empresa está expandindo sua participação no mercado de beleza de prestígio e impulsionando o crescimento por meio da inovação.

Essas estratégias, além de esforços significativos em marketing na China, no Japão e no varejo de viagem, estão ajudando a empresa a vender mais, enquanto melhorias na estrutura de custos estão tornando a empresa mais lucrativa. Em 2018, o lucro operacional cresceu 34,7% para 108,4 bilhões de ienes (986,5 milhões de dólares), graças ao aumento de 9,9% na margem operacional consolidada, enquanto o lucro líquido subiu impressionantes 169,9% para 61,4 bilhões de ienes (555 milhões de dólares).

Neste mês, o grupo japonês revelou que vai investir até 50 bilhões ainda em três novas fábricas no Japão, uma vez que procura expandir ainda mais suas capacidades de produção para atender à crescente demanda.

Espera-se que 2019 seja outro ano estelar para a companhia, que prevê vendas líquidas consolidadas de 1,17 trilhão de ienes (10,6 bilhões de dólares). Espera-se que o lucro operacional atinja 120 bilhões de ienes (1,09 bilhão de dólares), devido à maiores margens e ao crescimento das vendas, enquanto o lucro líquido deve aumentar para 75,5 bilhões de ienes (687,8 milhões de dólares), de acordo com as estimativas.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

CosméticaNegócios
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER