Shiseido registra resultados sólidos no segundo trimestre impulsionada pela China

O grupo japonês de cosméticos, Shiseido, anunciou nesta quinta-feira (8) que registrou bons resultados no segundo trimestre, ainda apoiado pelo dinamismo de sua receita na China e nos espaços de vendas em aeroportos.


Shiseido

O lucro líquido da empresa foi 18,9 bilhões de ienes (159 milhões de euros) no período, com um aumento de 0,8%. Mas seu lucro operacional trimestral subiu ainda mais, +25,4%, para 30 bilhões de ienes. Seu faturamento totalizou 291 bilhões de ienes (2,4 bilhões de euros), um aumento de 8,3% em relação ao mesmo período do ano anterior (+9,9%, excluindo efeitos cambiais).

Assim como a francesa L'Oréal, a Shiseido mais uma vez tirou proveito da tendência global que favorece as marcas de cosméticos de luxo especialmente na China, onde as vendas totais cresceram 22% em relação ao trimestre passado. 

O crescimento das vendas também foi robusto no segmento de varejo de viagem (+ 25%), que acelerou em relação ao início do ano. As vendas no Japão também melhoraram no primeiro trimestre e nas Américas, embora o crescimento tenha sido mais moderado do que em outras regiões.

Graças à um efeito fiscal favorável nos Estados Unidos, o grupo elevou ligeiramente sua projeção de lucro líquido para 2019, e agora espera 83 bilhões de ienes (um aumento de 35,2% em relacao à 2018) ante uma meta anterior de 75,5 bilhões de ienes.

A Shiseido, por outro lado, manteve a previsão de lucro operacional anual de 120 bilhões de ienes, e reduziu ligeiramente sua meta de receita para 1,164 bilhão de ienes (ante uma meta anterior de 1,172 bilhão de ienes), devido às taxas de câmbio desfavoráveis ​​e ao impacto negativo esperado de um novo padrão contábil americano.

A Shiseido também anunciou um acordo de licenciamento global com a marca de moda de Nova York, Tory Burch, para a qual irá desenvolver e comercializar cosméticos, incluindo fragrâncias, a partir de 1º de janeiro de 2020. Os termos financeiros deste acordo não foram divulgados.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.

CosméticaNegócios
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER