×
Publicado em
2 de fev. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Setor calçadista gerou 26,78 mil novas vagas em 2021

Publicado em
2 de fev. de 2022

O setor calçadista nacional recuperou o nível de postos de 2019 ao longo de 2021, quando foram geradas 26,78 mil vagas na atividade, encerrando o ano com mais de 266 mil pessoas empregadas nas fábricas de calçados, número idêntico ao registro de 2019 e 11,2% maior do que o de 2020. Os dados são da ​Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados).


Indústria calçadista recuperou o número de postos de trabalho de antes da pandemia - Divulgação


O presidente-executivo da Abicalçados, Haroldo Ferreira, destaca que o número reflete a recuperação da atividade ao longo do ano passado, especialmente a partir do segundo semestre.

“O setor calçadista responde muito rapidamente aos estímulos da demanda. Neste caso, ainda tivemos o ótimo resultado das exportações de calçados, que cresceram mais de 32% em 2021 (em volume)”, explica o executivo, ressaltando que é a primeira vez que o setor encerra o ano com saldo positivo desde 2016, quando somou a geração de 3,6 mil vagas.

Em 2021, a produção de calçados cresceu 8% até novembro - último dado disponível -, o que deve fazer o setor encerrar o ano com mais de 825 milhões de pares produzidos. Já a exportação encerrou o ano passado em 123,4 milhões de pares.

O Estado que mais emprega no setor calçadista brasileiro é o Rio Grande do Sul, que encerrou o ano com 76 mil pessoas empregadas na atividade, 10,5% mais do que em 2020. O segundo Estado que mais emprega no setor é o Ceará, que fechou 2021 com 61,5 mil vagas na atividade, 4,3% mais do que no ano anterior. O terceiro empregador da atividade é a Bahia, que somou 35,7 mil postos de trabalho em 2021, 32,5% mais do que em 2020, sendo o estado com melhor recuperação de emprego ao longo do ano.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.