×
Por
Terra
Publicado em
6 de jan. de 2010
Tempo de leitura
5 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Sensação de estreia para Paulo Borges no Fashion Rio

Por
Terra
Publicado em
6 de jan. de 2010

Às vésperas do segundo Fashion Rio sob sua direção, Paulo Borges
conversou com o Terra sobre as novidades da edição, e dispara: "Tenho a sensação de que é minha estreia." A temporada 2010, que acontece de 8 a 13 de janeiro, chega com line-up com seis novas marcas, exposições artísticas e com a coincidência com a alta temporada de navios de turismo, que fizeram com que o evento mudasse um pouco a distribuição das salas de desfiles no Píer Mauá. Apesar de satisfeito com o primeiro evento dirigido pela Luminosidade, empresa da qual é sócio, Paulo afirma que há ainda um longo caminho a percorrer para consolidar o evento como uma plataforma de conteúdo com a cara do Rio de Janeiro, que será sempre o foco do evento.


Paulo Borges está à frente do Fashion Rio pela segunda vez - O Dia


Terra - Como você avalia a primeira edição do evento sob a chancela da Luminosidade? Ficou satisfeito? Qual a principal mudança na sua opinião?

Paulo Borges - Eu fiquei muito satisfeito. Encontrei menos dificuldades do que esperava. Acho que melhoramos a questão da pontualidade, da estrutura. Encontramos uma ótima acolhida por parte do Rio de Janeiro. Por outro lado, ainda temos um longo caminho na construção de um line-up mais coeso, um conteúdo na dimensão do que queremos para o Fashion Rio. E tenho a sensação, apesar de estar
fazendo o Fashion Rio pela segunda vez, de ser minha estreia. Porque é uma nova temporada. É outra estrutura de line-up, ainda estamos conhecendo o local que escolhemos para ser a 'casa' do Fashion Rio. Estamos investindo muito no restauro dos armazéns, o que é maravilhoso, pois de fato, o Fashion Rio está contribuindo para um audacioso projeto de revitalização do Rio.

Terra - O que veremos de mudança na edição 2010 em relação ao evento verão 2009?

PB - Os navios certamente serão um espetáculo à parte, um acréscimo ao cenário. Teremos muitas intervenções de arte nesta edição, com direção de Mari Stockler. Uma exposição de fotos, denominada Hoje Mais Sete contará como vários personagens cariocas, como atletas, estilistas, o prefeito, vendedores, balconistas estão se preparando para receber as Olimpíadas em 2016. E esta é a principal convergência com nosso tema, 'Rio, Olímpico e Maravilhoso'. O estilista Oskar Metsavaht também mostrará sua veia de fotógrafo e levará para o cais seu olhar sobre Ipanema, com a exposição homônima. E ainda teremos ação interativa do filme Rio, eu te amo, da franquia Cities of Love. Haverá uma captação de depoimentos em diversos bairros da cidade, na qual as pessoas poderão declarar seu amor à Cidade Maravilhosa.

Terra - Tendo sob sua direção o SPFW, o Rio Summer e o Fashion Rio, como define a principal característica deste último em relação aos demais?

PB - Trabalhamos para a moda brasileira, e para isto nosso foco é a
convergência das vocações, da criatividade, da qualidade. O Rio será sempre uma atração à parte no imaginário das pessoas, principalmente da imprensa internacional. Nosso desejo é usar este imaginário para construir uma plataforma que some a tudo que já foi feito. Sem dúvida, moda praia é um ponto estratégico e portanto queremos que os desfiles de moda praia aconteçam no Fashion Rio. Temos de abrir espaço também para a construção de uma moda masculina contemporânea, com o frescor dos novos tempos. Trazer fatos novos de moda também, como já está acontecendo com a estreia da Andrea Marques, Nica Kesler, Lucas Nascimento, R.Groove, New Order. O importante é que todos percebam que nosso trabalho será de longo prazo, como disse em maio ao assumir a direção do evento. Estamos aqui para construir uma plataforma, e isto é algo para cinco ou dez anos.

Terra - O que ainda falta ao Fashion Rio para se tornar o evento de moda idealizado pela Luminosidade?

PB - Eu sou um perfeccionista e incansável sonhador. Até hoje quero coisas novas e mais incríveis para o SPFW, e, portanto sempre vou achar que temos o que melhorar. No Fashion Rio tivemos a sorte, e é clara a nossa experiência para fazer de imediato uma grande transformação, que beneficie a moda como um todo. O jornalista que vai lá para cobrir, o comprador, o estilista que aposta seis meses de sua vida em 10 minutos de apresentação. "Asfaltamos uma grande pista" para a moda decolar. E isto já conseguimos no Rio, agora é o trabalho infinito de melhorar a cada dia.

Terra - O tema ligado às Olimpíadas na cidade foi definido após a escolha do Rio para sediar os jogos? Havia outro tema na manga, caso a cidade não ganhasse?
PB - O tema para o Fashion Rio será sempre algo diretamente ligado à cidade. O Rio é o nosso grande tema sempre. De novo a sorte nos dá um presente, que será viver a realização de uma Olimpíada na nossa casa. Não poderíamos deixar de falar nisto agora, já! Lutamos tanto tempo para trazermos para cá esses jogos e a ideia é mostrarmos, agora que temos a chance de fazer as Olimpíadas, porque merecemos isso.

Terra - Seis novas marcas passam a integrar o line-up. Há previsão de
entrada de novas grifes para a próxima edição?


PB - Com certeza, mas não é o momento para divulgar estes nomes.

Terra - Por que a New Order, uma marca de acessórios, fará parte do line-up?

PB - Porque está alinhada com a vocação da moda do Rio; tem a cara da moda carioca. Tem um projeto de moda, que é muito interessante e importante para a evolução do nosso mercado. Foi exatamente assim quando o Oskar me apresentou seu sonho de Osklen. Eu apostei, e ele entregou.

Terra - Para a edição de verão, teremos o desfiles das grifes de moda praia todos num único dia só no Fashion Rio?

PB - Isto nunca acontecerá desta forma. Teremos desfiles de moda praia dentro do line-up, não todos num único dia. Temos uma vocação para a moda praia e queremos que ela cresça, mas só isso.

Terra - Haverá nova edição do Hot Spot para substituir o Rio Moda Hype,que se desvinculou do Fashion Rio?

PB - O Rio Moda Hype não se desvinculou do Fashion Rio. O prêmio não acontecerá de fato e isso é algo que a organização já havia nos comunicado. Os motivos, eles é que devem explicar. Colocamos à disposição tudo o que podíamos oferecer, mas provavelmente não era suficiente. Nosso compromisso sempre foi com o Fashion Rio, e este é o nosso foco. Não existe nenhuma relação entre o Rio Moda Hype e o Hot Spot. Há alguns anos deixamos de fazer o evento, e naquele momento divulgamos que voltaríamos com o projeto em outro formato. Isto deverá ocorrer em 2010, mas nenhuma relação existe ou existirá entre os eventos.

Michelle Achkar

Copyright © 2022 Terra. Todos os direitos reservados.