×
Publicado em
31 de ago de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Semana da Moda de Paris acrescenta 10 novos membros à sua próxima temporada

Publicado em
31 de ago de 2020

Finalmente - depois de muitas preocupações relacionadas à crise de saúde, e apesar de algumas vozes divergentes - a próxima temporada de desfiles parisienses, que começa em quatro semanas, promete ser agitada e mais influente do que nunca. Na segunda-feira (31), a Semana da Moda de Paris anunciou a entrada de dez novos membros no calendário oficial, incluindo Wales Boner, Enfants Riches Déprimés e S.R. Studio. LA. CA., a marca de moda da artista americana Sterling Ruby.


Wales Bonner - outono-inverno 2020 - © PixelFormula


Segundo a Fédération de la Haute Couture et de la Mode (FHCM), órgão regulador da moda francesa, essas novas marcas, originárias de cinco países, entrarão no calendário oficial da próxima temporada, que será realizada de segunda-feira, 28 de setembro, a terça-feira, 6 de outubro.

Como já informado anteriormente, a marca parisiense AMI e Gabriela Hearst, célebre estilista uruguaia radicada em Nova York, estarão entre os dez talentos que desfilarão durante a semana de moda parisiense.


Situationist -outono-inverno 2020 - Instagram @situationist_official


Ao todo, quatro novos nomes franceses participarão da próxima Semana da Moda de Paris, voltada para o prêt-à-porter feminino para a primavera-verão 2021. Além da AMI, também estarão presentes Ester Manas, Vejas e Mossi, marca fundada pelo designer Mossi Traoré, que ganhou o prêmio Pierre Bergé no concurso ANDAM.  Já a S.R. Studio, nova marca de moda de Sterling Ruby, têxtil conhecida por suas inúmeras colaborações com Raf Simons, eleva para três o número de marcas americanas que se juntam à programação da FHCM. Também de Los Angeles, a marca Enfants Riches Déprimés, reconhecida por seu universo unissex, extravagante e punk chic, faz sua estreia na Semana da Moda de Paris.

Mais um sucesso para a FHCM: a marca pós-soviética Situationist, que a imprensa adora, também fará sua estreia nas passarelas parisienses. Fundada por Irakli Rusadze em 2015 em sua Geórgia natal, sua estética arquitetônica e silhuetas poderosas devem impactar a temporada francesa.


Cecilie Bahnsen - outono-inverno 2020 - Instagram @ceciliebahnsen


A Cidade Luz também receberá Cecilie Bahnsen, uma talentosa designer nascida em Copenhague, cuja combinação de sofisticação romântica e a alta qualidade de suas peças já lhe rendeu um lugar de destaque entre as principais butiques internacionais e os amantes da moda de vanguarda.

A temporada marcará o retorno de Grace Wales Bonner à Paris, a brilhante estilista londrina, cujas meditações experimentais sobre o encontro da cultura negra com o estilo tradicional britânico a tornaram uma das vozes mais influentes do Reino Unido. Em 2016, em Paris, Wales Bonner chamou a atenção mundial ao conquistar o prêmio LVMH - na época, foi a primeira vez que uma mulher ganhou o prestigioso prêmio, e os 300.000 euros que o acompanhavam.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.