×
Publicidade
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
27 de set. de 2021
Tempo de leitura
6 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Semana da Moda de Milão: Giorgio Armani, Dolce & Gabbana, Ermanno Scervino e Salvatore Ferragamo

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
27 de set. de 2021

Sábado intenso em Milão: Giorgio tornou-se mestre Zen no seu palácio privado, Dolce & Gabbana apresentou damas honra de discoteca, Ermanno Scervino se reorientou fortemente e Salvatore Ferragamo teve alguns problemas.


Giorgio Armani - primavera-verão 2022 - womenswear - Milão - Foto: FashionNetwork.com / Godfrey Deeny - Foto: FashionNetwork.com / Godfrey Deeny


O mestre Zen Giorgio Armani


 
Pareciam os bons velhos tempos de sábado à noite na Giorgio Armani, que encenou o seu desfile na sala de eventos da cave do palácio pessoal de Giorgio, no número 21 da Via Borgonuovo, sede da sua marca no coração da capital italiana da moda.

Ou seja, o cenário de muitos dos seus triunfos do século 20, quando defendeu a moda italiana e impôs a sua visão de moda de luxo. Neste século, quase todos os seus desfiles acontecem no recinto desenhado por Tadao Ando, a sul de Milão.
 
Giorgio Armani assumiu a forma de mestre Zen. O designer de Piacenza ofereceu uma série de silhuetas frescas, combinando delicados casacos refinados com boleros e calças de corte lânguido – desde dhoti a calças palazzo e a formas gaúchas.
 
Um sofisticado nomadismo expresso com notável leveza, de tal forma que metade dos tecidos pareciam flutuar suavemente sobre o corpo. Tudo apresentado diante de uma vista infinita do oceano e acompanhado por uma série de baladas clássicas italianas, incluindo a deliciosa "Legata ad un Granello di Sabbia" de Nico Fidenco.
 
Mas o desfile foi também uma daquelas masterclasses, uma daquelas de aperfeiçoamento sartorial de arte que Giorgio traz à tona de poucos em poucos anos. O puro drapeado, a construção hábil dos ombros e o sentido de proporção eram algo que centenas de talentos só podiam sonhar em alcançar.
 
Tudo feito em tons sonhadores de estuque, roxo claro e líquen, com toques de vermelho. A atmosfera etérea foi acentuada por botas de tornozelo em malha ou de chiffon prateado e falsos flats de ballet em pele de cobra, que completaram a maior parte dos looks.
 
Mantendo a tradição da maison, houve o estranho aplauso no meio do desfile pela passagem de um traje particularmente elegante. Antes de um radiante Giorgio se inclinar para a saudação final em frente a um vídeo gigante num pôr-do-sol mediterrâneo.
 
Certamente que não entrou em modo silencioso e manso nessa boa noite.


Dolce & Gabbana - primavera-verão 2022 - womenswear - Milão - Foto: Dolce & Gabbana


Dolce & Gabbana: damas de honra disco


 
Damas de honra cintilantes de discoteca e sem nenhuma delas em apuros na Dolce & Gabbana, num desfile de sucesso no final do qual a dupla de designers foi aplaudida numa bola de cristal virtual, dentro de um holograma.
 
Foi um desfile que ressaltou como a moda italiana se tornou reveladora e consciente do corpo nesta temporada. E como se preocupa com a saúde. Ao contrário do que aconteceu em Londres no fim de semana passado, foram distribuídas novas máscaras em todos os desfiles, e os assistentes lembravam educadamente, aqui e ali, a todos os convidados, que as mantivessem colocadas.
 
Numa temporada italiana de micro-mini-saias, a dupla abriu com versões ainda mais microscópicas do vestuário usado com casacos de roqueiro de tamanho exagerado. Poucos designers adoram strass tanto como Domenico e Stefano, que criaram soutiens, biquínis, coletes e cintos cravejados com cristais e miçangas brilhantes. Antes de entrarem em excesso de velocidade com quantidades bizantinas de boleros bejewelled, bem como parkas e casacos jeans, combinados com calças jeans de marinheiro com enormes rasgos, todos usados orgulhosamente por cada manequim.
 
E depois, na pós-party, havia elegantes eco bodies dominadores, bustiers atados com fitas e múltiplas combinações de rendas com rufos. Um conceito que culminou num brilhante jogo visual: um body com teclas de piano com um enorme casaco de lapela, um dos muitos toques humorísticos de um show de rock. A D&G inventou mesmo uma grande e nova categoria de botas de trabalho, com várias pequenas bolsas, feitas em jeans envelhecido ou em excelente camuflagem.
 
As jovens militares, mas também damas de grandes discotecas, foram movidas por uma trilha sonora adequada de funk techno do triller Black Legend (2021). Domenico e Stefano fizeram o que fazem de melhor: exuberância barroca num alto número somado de oito em oito para mulheres fieis a si próprias e orgulhosas serem assim.


Ermanno Scervino - primavera-verão 2022 - womenswear - Milão - © PixelFormula


Ermanno Scervino foca melhor nas suas propostas


 
Voluptuosidade veneziana e tenacidade toscana por excelência na maison Ermanno Scervino, que apresentou um desfile de moda mais sólido e focado. O designer cofundador que dá o nome à empresa florentina ofereceu um show matinal muito belo.
 
Um elenco hiper integrado com o pavimento de mármore e com os mosaicos de um palácio do século 17, com convidados como Carine Roitfeld, Edward Enninful e Anna dello Russo sentados em poltronas almofadadas na fila da frente. O cenário ideal para a assinatura da Scervino, o look mulher fatal.
 
Por vezes, as coleções de Ermanno podem ficar um pouco prissy e cheesy. Mas não nesta temporada, onde o sentido de auto revisão foi muito melhor.
 
O melhor de tudo é que o atelier de primeira ordem de Ermanno Scervino estava em grande forma: de fato preparou vestidos sexy de cocktail em couro intercalado com renda e criou um sensacional mini vestido de noite em camadas com renda de couro branco. Um fantástico fato de couro branco ao estilo Jackie O (com mini e caban) até apresentava um soutien de renda de couro.
 
Poucos designers adoram uma pena tanto como Ermanno, que ligava penas de galo a vestidos de renda dourada, vestidos de cocktail de renda que mal cobriam a forma, malhas de caxemira e mini vestidos em shantung.
 
"Cada peça de vestuário é um ecossistema a ser descoberto", explicou Scervino.
 
E mesmo quando as suas ideias começaram a tornar-se excessivas por irem longe demais, como no seu maior Aran verde aberto nos lados com plumas desabrochando de todas as partes, era preciso admirar a coragem e audácia do designer.
 
Acrescentem-se alguns blusões clássicos forrados com pelo de carneiro e casacos de operário com seu logotipo gótico, bem como parkas de nylon brilhante, que são de rigueur na Milão de hoje, e resultam no resultado final de um ousado e refinado desfile com tantas graças feitas de criações muito na moda. E o melhor desfile de Ermanno em muitas temporadas.


Salvatore Ferragamo - primavera-verão 2022 - womenswear - Milão - © PixelFormula


Salvatore Ferragamo: nova equipe de design mas problemas antigos


 
Apesar de uma nova equipe de design, os mesmos problemas surgiram na Salvatore Ferragamo, onde a nova direção pouco mostrou para sugerir se existe um caminho claro e definido para a recuperação desta marca histórica fundada em Florença em 1927.
 
Digitalmente atrasada e sofrendo de um conceito de design vago e desfocado, a famosa marca florentina faliu durante a pandemia, registrando grandes perdas.
 
Com o resultado final, a maison de moda controlada pela família contratou um novo CEO, Marco Gobbetti, proveniente da Burberry, para tentar recuperar a marca. Parece que o executivo vai ver o seu trabalho cortado.
 
A sensação esmagadora quando se olha para estas roupas é a de um estilista tentando se descontrair, para relaxar a atmosfera da Ferragamo, mas sem conseguir. Tanto que até parecia estar em apuros, pois até o look de abertura estava claramente mal ajustado na parte de trás.
 
Calças de cintura alta de grandes dimensões combinadas com blusas de crepe da China; hábitos de freira em seda, deslizando sobre os ombros; camisas de noite ao estilo de governantas; e um vestido de popelina branca cortado em viés que parecia ter sido feito a partir de velhos lençóis desfeitos.
 
Para os jovens rapazes, calças em boca-de-sino com pregas; tops de pescador num tecido tipo terylene; parkas de couro estampado de tamanho estranho; saltos em V com nervuras em laranja torrado e turquesa desbotada. Como seres simpáticos que se esforçam tanto (até demasiado) para serem cool, mas não são bem sucedidos.
 
O que resume a ideia e o valor por trás desta coleção, uma tentativa fraca de transformar subitamente uma marca clássica e rígida em algo novo.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.