×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
8 de jul de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Semana da Alta-Costura de Paris: Alexis Mabille floresce com uma explosão de cor

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
8 de jul de 2021

Um jardim de inverno. É assim que se resume a proposta do costureiro francês  diretor criativo da sua marca homônima – para a próxima temporada outono-inverno 2021/2022. Uma coleção de alta-costura intitulada "Femme-Fleur" (Mulher-Flor) com a qual o costureiro transformou os seus modelos em volumosas e autênticas flores de cores intensas, com desenhos em que a seda de cashmere atuava como rosas gigantes ou as exuberantes saias de tule criavam pétalas autênticas em movimento, sugerindo até mesmo o bailado das flores ao vento (ou o esvoaçar de asas de borboletas nelas pousadas, como também dita a imaginação).


Look clássico renovado com mangas em balão de lantejoulas transparentes carregadas de flores bordadas - Alexis Mabille


"A ideia foi transformar a mulher em uma flor ou que a flor se tornasse parte do corpo da mulher, integrando-a nos desenhos", explicou o criador sorridente quando abordado pelo site FashionNetwork.com, durante a sua apresentação exclusiva num espaço brilhante da Galerie Vivienne parisiense, no 2.º arrondissement da capital francesa. "Nesta ocasião, trabalhei muito nos volumes, criando uma espécie de eclosão da mulher, com vestidos em forma de pétalas e movimentos que lembravam a corola das flores".

De entre os desenhos encarregados de abrir o jardim particular do designer, destacou-se um primeiro minivestido de cashmere branco, como um buquê de tulipas; bem como uma camisa da mesma cor que quebrou o seu minimalismo, graças às suas imponentes mangas de lantejoulas transparentes carregadas de flores bordadas, completadas com uma longa saia sóbria em crepe preto.


O inédito macacão de lantejoulas com touca em forma de botão de rosa prestes a florescer - Alexis Mabille


Por seu lado, as rosas também cobriram um macacão de lantejoulas e um smoking de tecido lurex com detalhes em cetim, propondo capuzes dramáticos sob a forma de botões de rosa prestes a florescer. É preciso fazer uma menção especial a um vestido com corpete vermelho em cetim de tom amarelo que se assemelhava às pétalas de um narciso, bem como à presença de sugestivos bordados sob a forma de vinhas de jardim.

"Trabalhei no conceito de florescimento e renovação de que todos precisamos neste momento", comentou o designer sobre o desejo de que as suas criações artísticas refletissem, sempre de uma forma elegante e subtil, o contexto atual. Uma postura otimista firmemente representada na paleta de cores da coleção, com desenhos que viajavam de vários tons de verde para amarelo, turquesa, rosa, vermelho escarlate profundo ou mesmo azul violeta único. Todas elas cores vibrantes que lembram buquês intensos de flores construídos com tonalidades únicas. "Pois uma coleção de inverno é muito forte em cor, como se fosse um jardim de inverno, que é a estação em que as flores mais bonitas aparecem", continuo o criador.

Alexis Mabille Haute Couture Fall-Winter 2021-2022


As construções arquitetônicas da marca francesa também estrelaram uma série de três camadas voluptuosas de tule que foram declinadas em cores de efeito degradê. Seguindo a ideia de propor peças de vestuário facilmente combináveis e intercambiáveis dentro da mesma coleção, as referidas camadas imponentes rematadas por renda transformam-se facilmente em saias (ou capas) que cobrem ternos de lantejoulas ajustados, remanescentes de um dos desenhos ainda inéditos, que Alexis Mabille criou para a cantora-compositora californiana e fiel cliente Katy Perry.

Sobre os tempos cinzentos que precedem as flores da coleção, Alexis Mabille é claro. "De certa forma, os verdadeiros clientes continuaram a comprar porque são pessoas que adquirem pelo prazer de colecionar estas peças, como se fossem pintura ou escultura, e pelo prazer do processo de alta-costura. Esta clientela que acumula não parou", concluiu o costureiro sobre a evolução dos seus negócios na ausência do ritmo habitual de eventos e de tapetes vermelhos durante o último ano. E reconheceu positivamente que "os clientes que compram de tempo em  tempo para eventos ou casamentos têm abrandado ligeiramente o seu consumo. Mas não tem sido catastrófico, graças ao fato de nem todos os países terem sido afetados ao mesmo ritmo pela pandemia e pelas restrições". Que melhor resposta do que uma explosão floral.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.