Semana da Moda Masculina de Londres revela calendário de janeiro de 2019

A fashion week masculina de Londres revelou a sua programação provisória para a próxima temporada e a juventude e a fluidez de gênero estão em destaque. 
 

Ver o desfile
Charles Jeffrey Loverboy - primavera-verão 2019 - Moda Masculina - Londres - © PixelFormula

Programada para decorrer de sábado, 5 de janeiro, até segunda-feira, 7 de janeiro, a temporada de três dias lista 42 eventos separados, menos quatro que o calendário de junho de 2018.

A ação na passarela começa na manhã de sábado com a Art School, uma marca não-binária conhecida pelos seus vestidos tubo para pessoas que se identificam como trans. O dia culmina com o finalista do Prêmio LVMH, a Charles Jeffrey Loverboy, cujo brilhante desfile na última temporada foi combinado com teatro Noh, samurais transgressivos, vestidos de detritos e modelos usando máquinas de costura de papel maché como chapéus. Fantasias LGBTQ no seu melhor.

Ultimamente, as marcas clássicas têm ficado de fora da temporada. No entanto, marcas patrimoniais, como Barbour e Belstaff, marcarão presença, e designers focados na alfaiataria, de E. Tautz a Oliver Spencer, também continuam a participar.


Stefan Cooke em MAN (Fashion East, Topman) - Foto: Fashion East

No entanto, o foco principal das coleções de moda masculina de Londres é descobrir novos talentos ou monitorar como as recentes descobertas estão amadurecendo. Como Delada, uma coleção unissex impregnada de nostalgia russa da designer Lada Komarova, ou Feng Chen Wang, outra finalista do Prêmio LVMH, conhecida pelo seu outerwear cool e conceptual. Ou Paria Farzaneh, que conquistou elogios em junho com o desfile repleto do seu patrimonio familiar iraniano, encenado num camião com as laterais caídas, no South Bank.

E, nenhuma viagem a uma temporada de Londres estará completa sem assistir ao Fashion East. Tradicionalmente um desfile conjunto de três novos talentos, nesta temporada contará com Stefan Cooke, conhecido pelas suas técnicas têxteis subversivas, Mowalola, da britânica-nigeriana Mowalola Ogunlesi, formada na Central Saint Martin, e Robyn Lynch, nascida em Dublin e formada no curso de mestrado da Universidade de Westminster.


Robyn Lynch primavera-verão 2019

“O poder e a simplicidade das visões singulares de Mowalola e Robyn atingiram-me imediatamente nos seus desfiles de graduação. O seu exercício de storytelling e edição é fabulosamente conciso - sem ser perturbado pelas regras e regulamentos habituais -, o que não significa que as suas linhas não tenham apelo comercial; elas já estão sendo usadas. E, assim como temos visto, orgulhosamente, as altamente elaboradas coleções de desfile de Stefan chegarem às principais lojas internacionais, temos grandes ambições para as nossas novas adições femininas ao alinhamento”, disse Lulu Kennedy, a lendária observadora de talentos da moda e diretora de longa data do Fashion East.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

ModaLuxoDesfilesEventos
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER