×
Por
Reuters API
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
1 de jun de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Sellpy: loja online de segunda mão da H&M chega a mais 20 países

Por
Reuters API
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
1 de jun de 2021

A loja online sueca Sellpy, maijoritariamente propriedade da gigante da moda H&M, indicou na segunda-feira (31) que irá chegar a mais 20 países europeus, apostando na crescente demanda pela moda sustentável.



A start-up é responsável por todo o processo de venda, da coleta dos produtos na casa dos vendedores até à fotografia, venda e envio. A expansão da loja, que foi lançada em  2014 na Suécia, elevará o seu número de mercados para 24.

Segundo indicado pela Sellpy através de um comunicado, os produtos de segunda mão são um dos segmentos de mercado de crescimento mais rápido na indústria da moda.

Gustav Wessman, responsável pela expansão, declarou: "Cada peça de segunda mão comprada poupa recursos para o nosso planeta. A demanda nos nossos novos mercados está crescendo rapidamente."

À medida que os consumidores se tornam cada vez mais conscientes das origens e da sustentabilidade da sua roupa, a indústria da moda está sob escrutínio por alimentar a cultura do uso e descarte.

O grupo H&M, que prevê fluxos de receita adicionais após alguns anos difíceis com vendas lentas em muitas lojas H&M, comprou a sua primeira participação na Sellpy em 2015. A H&M investiu mais de 20 milhões de euros (24,38 milhões de dólares) na Sellpy e detém cerca de 70% da empresa, disse Wessman à Reuters.

A Sellpy disse ter iniciado uma colaboração com a H&M que lhe dá acesso a um armazém da H&M na Polônia, bem como a serviços de distribuição, controle de qualidade das roupas e manuseamento de pedidos.

No início deste mês, a Vinted, maketplace de venda de moda de segunda mão com sede na Lituânia, arrecadou 250 milhões de euros (305 milhões de dólares) para expandir ainda mais na Europa e além, e disse que a arrecadação de fundos resultou em uma avaliação "pre-money" do negócio de 3,5 bilhões de euros.

A Sellpy disse que, no total, foram vendidas mais de nove milhões de peças em sua plataforma.
 

© Thomson Reuters 2021 All rights reserved.