×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
1 de abr. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Salvatore Ferragamo: Leonardo Ferragamo substitui seu irmão Ferruccio como presidente

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
1 de abr. de 2021

A direção da Salvatore Ferragamo permanece inalterada, exceto no que diz respeito à sua presidência. A marca de luxo italiana confirma Micaela le Divelec Lemmi e Michele Norsa nos seus respetivos cargos de diretora-geral (CEO) e vice-presidente executivo. Já Ferruccio Ferragamo cede a cadeira de presidente não executivo ao seu irmão Leonardo.


Ferruccio Ferragamo - DR


A lista de nomes apresentada pela Ferragamo Finanziaria, holding que detém 54,28% da marca florentina, para a renovação do conselho de administração do grupo confirma a vontade de preservar uma certa continuidade na gestão e põe fim, por enquanto, às especulações sobre uma eventual remodelação mais radical. O comitê, que será renovado em 22 de abril, permanecerá em vigor até ao final de 2023.
 
Filho mais velho do fundador Salvatore Ferragamo, Ferruccio (75 anos) ingressou no grupo familiar em 1963 e assumiu a presidência em 2006, após ter liderado a empresa durante mais de 20 anos. Ele deixou as funções executivas em 2020, quando Michele Norsa retornou ao grupo em plena pandemia, mas permanece, no entanto, presidente da Ferragamo Finanziaria.

Seu irmão Leonardo, de 67 anos, assume as rédeas. O novo presidente ingressou no grupo em 1973, na divisão de produção de couro. Em 1976, ele lançou o negócio de calçados masculinos e, em 1981, a divisão masculina, ocupando posteriormente diferentes cargos de responsabilidade, garantindo a expansão internacional da Salvatore Ferragamo.

Vale destacar a presença, no novo conselho, composto por 10 membros, em comparação com 13 anteriormente, de dois outros membros da família. O filho de Ferruccio Ferragamo, Giacomo Ferragamo (conhecido como James), atual responsável pela divisão de Calçados e Marroquinaria de Homem e Mulher, que reintegra o comitê do qual saiu no ano passado. E Angelica Visconti, filha da irmã de Ferruccio e Leonardo, Fulvia Ferragamo, falecida em 2018. Esta última ocupa o cargo de diretora mundial de venda por atacado e travel retail.

A marca foi particularmente afetada pela crise da Covid-19, registrando em 2020 um prejuízo líquido de 72 milhões de euros. Após dois anos difíceis em 2017 e 2018, a Salvatore Ferragamo havia começado a se recuperar em 2019, mas a pandemia afetou seu volume de negócios, que ficou em 916 milhões de euros no ano passado, caindo 33,5%. Nos últimos anos, a empresa tem sido constantemente alvo de especulações sobre uma potencial venda.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.