×
131
Fashion Jobs
GRUPO BOTICARIO
Analista Business Intelligence sr. - Performance
Efetivo - CLT · São José dos Pinhais
GRUPO BOTICARIO
Consultor Comercial - Fortaleza
Efetivo - CLT · Curitiba
AMARO
Digital Analytics Specialist
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
GRUPO BOTICARIO
Analista CRM sr (Venda Direta) - o Boticário
Efetivo - CLT · Curitiba
GRUPO BOTICARIO
Comprador(a) Pleno
Efetivo - CLT · Curitiba
PUMA
Key Account Manager
Efetivo - CLT · São Paulo
CAMICADO
Analista de Business Intelligence - Camicado
Efetivo - CLT · São Paulo
CAMICADO
Product Owner - E-Commerce - Aplicativo App Mobile - Camicado
Efetivo - CLT · São Paulo
CAMICADO
Product Owner - Operações de E-Commerce - Site/ App - Camicado
Efetivo - CLT · São Paulo
CAMICADO
Product Owner - E-Commerce - Site - Camicado
Efetivo - CLT · São Paulo
CAMICADO
Product Owner - E-Commerce - Omnichannel - Camicado
Efetivo - CLT · São Paulo
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Cidade de São Paulo
Efetivo - CLT · São Paulo
VIVARA
Aprendiz Comercial - Center Shopping Uberlândia
Efetivo - CLT · Uberlândia
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Del Rey
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Uberaba
Efetivo - CLT · Uberaba
AMARO
Compliance Analyst
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
O AMOR É SIMPLES
Coordenadora de Produção
Efetivo - CLT · PORTO ALEGRE
GRUPO BOTICARIO
Desenvolvedor ii
Efetivo - CLT · São José dos Pinhais
GRUPO BOTICARIO
Analista de Planejamento Estratégico sr
Efetivo - CLT · São Paulo
GRUPO BOTICARIO
Promotor de Merchandising
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
GRUPO BOTICARIO
Gerente de Loja - Eudora
Efetivo - CLT · São Paulo
GRUPO BOTICARIO
Promotor de Merchandising
Efetivo - CLT · Maceió

Salvatore Ferragamo eleva seus preços em 5-7% para conter o impacto da Covid-19

Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
16 de jul de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

O grupo italiano de moda, Salvatore Ferragamo aumentou os preços de uma série de seus artigos de luxo de 5% a 7% para conter a queda na receita e no lucro em decorrência da diminuição da demanda provocada pela crise do coronavírus.



Os novos preços, que serão aplicados em todas as regiões, não foram anunciados pela empresa, mas um porta-voz confirmou as informações que foram divulgadas por uma fonte com conhecimento do assunto na quarta-feira (15).

A medida segue os passos semelhantes de outras marcas de luxo e visa "mitigar a contração no tráfego das lojas e o aumento nos custos de logística e gerenciamento de varejo causados ​​pela pandemia", disse a fonte.

A emergência do coronavírus complicou os esforços da gestão da empresa dar um impulso na marca de artigos de couro, que no ano passado retomou o crescimento de suas vendas pela primeira vez desde 2015.

Nos primeiros três meses de 2020, as vendas da Ferragamo caíram quase um terço e o grupo deve atualizar a tendência de vendas do segundo trimestre em 28 de julho.

Duas semanas atrás, o CEO da Prada, Patrizio Bertelli, disse que os custos crescentes obrigaram a empresa a aumentar os preços em um percentual de um dígito.

As marcas italianas se juntaram à rivais como Gucci, Louis Vuitton e Chanel no aumento de preços para limitar o impacto das medidas de bloqueio e a desaceleração do tráfego turístico provocados pela pandemia, que está afetando gravemente os resultados de toda a indústria.

© Thomson Reuters 2020 All rights reserved.