Salvatore Ferragamo cria comitê executivo e adia contratação de novo CEO

O grupo italiano de luxo italiano, Salvatore Ferragamo, criou um comitê executivo para administrar adequadamente sua reorganização, o que vai levar a um atraso na contratação de um novo CEO, informaram duas fontes na quarta-feira (18).



O presidente da companhia, Ferruccio Ferragamo, está na direção provisoriamente desde que seu administrador adjunto, Eraldo Poletto, que ocupou o cargo durante pouco menos de dois anos, renunciou em março. Ferragamo afirmou na ocasião que a marca tomaria o tempo necessário para escolher o novo diretor, fora da empresa.

De acordo com fontes próximas, o comitê executivo que o presidente está criando será formado por gestores de fora da empresa. O processo de seleção de um novo administrador delegado pode levar até 18 meses.

O grupo familiar iniciou no ano passado uma mudança de estratégia ambiciosa, que envolve a renovação de sua oferta para atrair uma clientela mais jovem, com o objetivo de reativar suas vendas e rentabilidade. "Ferragamo não vai pular etapas e nomear um desconhecido como sucessor de Poletto", afirmou a segunda fonte.

Traduzido por Novello Dariella

© Thomson Reuters 2019 All rights reserved.

Luxo - CalçadosNomeações
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER