×
Publicado em
26 de jan de 2017
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Salários no Brasil devem subir em 2017, segundo estudo

Publicado em
26 de jan de 2017

Os salários dos brasileiros podem ter recuperação neste ano. É o que mostra estudo da Korn Ferry Hay Group. O aumento esperado é de 8,8%, em termos nominais – uma alta de 0,4% em termos reais.

Parece pouco, mas o número representa uma retomada diante da queda real de 1,2% nos salários dos brasileiros no ano passado.

Estudo da Korn Ferry Hay Group mostra que brasileiros podem esperar um aumento médio neste ano. - Reprodução


Apesar desse contexto, o crescimento dos salários dos brasileiros está bem abaixo da média global, que é de uma alta real na faixa de 2,3% para este ano.

Os dados foram compilados a partir do banco de dados PayNet da Korn Ferry Hay Group, que contém os salários de mais de 20 milhões de colaboradores em mais de 25 mil organizações em 110 países.

Segundo a pesquisa, apesar da boa notícia, ainda não é possível verificar que esse leve aumento real é o suficiente para recuperar o poder de compra do trabalhador, exatamente por conta do cenário, ainda em transição, da instabilidade econômica e política e também alta volatilidade da inflação.

Mundo
O estudo mostrou que a América Latina deve registrar uma alta de 1,1% nos salários. Na Ásia, a perspectiva ainda é boa. Os aumentos de salários devem girar em torno de 6,1% – queda de 0,3% em relação à previsão para 2016. No entanto, os salários reais devem crescer 4,3% – valor mais alto do mundo e 0,1% maior que em relação ao ano passado.

As maiores evoluções dos salários reais estão previstas para o Vietnã (7,2%), Tailândia (5,6%) e Indonésia (4,9%).

A Europa Ocidental espera ter um aumento salarial médio de 2,1%, com avanço real de salários de 1,7% – destaque para a Bulgária (com aumento real de 4,7%).

Já a Oriental deve ter um progresso salarial médio de 5,7%, com crescimento real de 2,1% em 2017, com destaque positivo para Romênia – aumento de 5,7% real.

Os Estados Unidos, por sua vez, devem registrar um crescimento real de 1,9% em 2017 – 0,8% menor do que em 2016.

Fonte: Portal NOVAREJO

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.