×
1 077
Fashion Jobs
GRUPO BOTICARIO
Analista de CRM ii – Venda Direta (Afirmativa Para Talentos Diversos)
Efetivo · São Paulo
GRUPO BOTICARIO
Analista fp&a i - Gestão de Verbas Comerciais
Efetivo · São José dos Pinhais
GRUPO BOTICARIO
Pessoa Coordenador(a) de Compras de Eventos
Efetivo · São José dos Pinhais
RENNER
Product Owner (po) - Omnichannel
Efetivo · São Paulo
FARFETCH
Product Manager (Ecommerce Experience) - Farfetch Platform Solutions
Efetivo · SÃO PAULO
GRUPO BOTICARIO
Especialista ii Treinamento Comercial Venda Direta - Franschising
Efetivo · São Paulo
GRUPO BOTICARIO
Pessoa Compradora de Projetos Júnior - Híbrida - PR
Efetivo · São José dos Pinhais
MARISOL
Analista de CRM - São Paulo
Efetivo · São Paulo
GRUPO BOTICARIO
Gerente sr Comercial Lojas Boti (Nordeste)
Efetivo · Brasília
RENNER
Content & Performance Manager
Efetivo · São Paulo
VIVARA
Analista de Compliance Senior
Efetivo · São Paulo
MARISOL
Analista de CRM
Efetivo · Jaraguá do Sul
RENNER
Product Owner (po) | Marketplace – Onboarding de Sellers
Efetivo · São Paulo
RENNER
Product Owner (po) | Marketplace - Atendimento e Pós-Vendas
Efetivo · São Paulo
RENNER
Coordenador de CRM
Efetivo · São Paulo
GRUPO BOTICARIO
Estoquista o Boticário - Belém - PA
Efetivo · Belém
GRUPO BOTICARIO
Consultor(a) de Vendas Responsável - o Boticário
Efetivo · Curitiba
GRUPO BOTICARIO
Assistente Administrativo em Execução de Campanhas Promocionais | Temporário
Efetivo · São José dos Pinhais
GRUPO BOTICARIO
Analista de Estratégia de Segmentação e Jornada em Loja Iii - Afirmativa Para Pessoas Negras (Pretas e Pardas)
Efetivo · São José dos Pinhais
GRUPO BOTICARIO
Promotor Merchandising - João Pessoa
Efetivo · São Paulo
GRUPO BOTICARIO
Programa Jovem Aprendiz - Camaçari ba
Efetivo · Camaçari
CAEDU
Operador de Loja
Efetivo · Carapicuíba
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
31 de jan. de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Safilo: atacado e Ásia-Pacífico impulsionam vendas de 2019 para 939 milhões de euros

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
31 de jan. de 2020

O canal de atacado e a região da Ásia-Pacífico impulsionaram as vendas da Safilo em 2019 para 939 milhões de euros. O crescimento no período, encerrado em 31 de dezembro, foi de +3,1% à taxa de câmbio atual (+ 0,9% à taxa de câmbio constante), ante 910,7 milhões de euros em 2018.


@carrera


Os resultados serão aprovados pelo conselho de administração da empresa em 11 de março e excluirão o negócio de varejo, liderado pela cadeia americana Solstice, vendida no final de 2019 para a empresa de óculos USA Fairway.

A região da APAC foi o grande motor de crescimento, com + 23,1% à taxa de câmbio atual (+19,2% à taxa de câmbio constante), para 78 milhões de euros, respondendo por 8,3% do faturamento consolidado. A Europa, onde o grupo realiza quase metade de seus negócios, perdeu terreno (-0,7%) e registrou queda de dois dígitos (-11,2% à taxa de câmbio constante) no quarto trimestre.

A receita de atacado cresceu em linha com as expectativas da Safilo para o ano todo: +5,2% à taxa de câmbio atual (+2,8% à taxa de câmbio constante). Na UE, o crescimento foi de + 3,2%, na América do Norte foi de +0,6%, e na Ásia +19,2% à taxa de câmbio constante.

A maior contribuição para o canal derivou das marcas proprietárias (Carrera, Polaroid e Smith), que cresceram 5,7% no geral (à taxa de câmbio constante) e dos resultados positivos das licenças. Foram excluídos os números relacionados ao acordo com a Kering para a licença da Gucci, renovada em outubro do passado até o final de 2023.

No último trimestre do ano, as vendas líquidas da Safilo totalizaram 230,4 milhões de euros, uma queda de 2,8% à taxa de câmbio atual (-4,3% à taxa de câmbio constante), “principalmente devido à desaceleração dos negócios na Europa relacionados ao acordo com a Kering”, explicou a marca em comunicado. 

No final do ano passado, a empresa anunciou um plano de reestruturação de "lágrimas e sangue" para lidar com o fim das licenças da LVMH (Dior, Fendi e Givenchy), que têm um impacto estimado de cerca de 200 milhões de euros. O plano prevê 700 demissões (cerca de 1 em cada 4 funcionários na Itália) entre as regiões de Friuli e Veneto, e uma maior concentração de recursos financeiros no desenvolvimento de estratégias digitais e fusões e aquisições.

Os sindicatos dos trabalhadores italianos estão em pé de guerra após a reunião realizada em 28 de janeiro com a administração da empresa, que confirmou as escolhas anunciadas. O confronto continuará com uma nova rodada marcada para a próxima quarta-feira, 5 de fevereiro.

     

Copyright © 2023 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.