×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
22 de jul de 2019
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Roger Vivier contrata ex-Miu Miu como sua nova CEO

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
22 de jul de 2019

Após a saída de Camilla Schiavone, sua CEO desde 2014, que foi nomeada  líder do grupo Rautureau Apple Shoes, Roger Vivier, marca de calçados e acessórios de luxo pertencentes ao grupo italiano Tod's, confiou a direção à outra mulher, Maria Cristina Lomanto.


Versão do cultuado escarpin da grife. - rogervivier.com


Até então, a nova líder da Roger Vivier trabalhava no grupo Prada, onde ingressou em 2006 para cuidar do merchandising das coleções de acessórios da marca italiana. Posteriormente, ela foi promovida à diretora de marketing dos artigos de couro da marca milanesa, e em 2012 assumiu a direção de varejo da Prada França. No ano seguinte, ela ocupou o mesmo cargo na Miu Miu e, em 2015, ela se tornou diretora geral da marca.

Maria Cristina Lomanto é formada em Direito pela Universidade de Milão e tem 20 anos de experiência no setor de luxo. Antes de ingressar no grupo Prada, ela trabalhou na Jill Sander e na Yves Saint Laurent, onde atuou como diretora comercial para Itália e Suíça.

Após a nomeação de Gherardo Felloni como diretor criativo no ano passado, sucedendo Bruno Frisoni, que ocupou o cargo por quase 16 anos, a empresa parisiense de calçados de luxo continua sua reorganização. Depois de registrar queda de 3,2% (-0,2% à taxa de câmbio constante) nas vendas, para 173,5 milhões de euros em 2018, Roger Vivier registrou uma recuperação significativa no primeiro trimestre de 2019, com receita de 43,9 milhões de euros, +16,2% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.