×

Revlon nomeia Sergio Pedreiro como seu novo COO

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
today 7 de jan de 2020
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Enquanto continua explorando as possibilidades de venda, a empresa de cosméticos sediada em Nova York, Revlon, anunciou na segunda-feira (6) que nomeou o brasileiro Sergio Pedreiro como seu novo diretor de operações.


Sergio Pedreiro foi CFO da Coty por cinco anos. - Instagram: @revlon

 
Em seu novo cargo, Sergio Pedreiro terá um papel importante na reestruturação e transformação das operações da Revlon. Ele terá a tarefa de melhorar a eficiência da empresa e apoiá-la em seus esforços para alcançar maior crescimento. O executivo se juntará à Revlon oficialmente em 8 de janeiro de 2020 e se reportará à presidente e CEO da empresa, Debra Perelman.
 
Pedreiro se desliga da Estre Ambiental, uma empresa brasileira de gestão de resíduos, onde atuou como CEO desde 2015. Antes disso, ele foi diretor financeiro da Coty Inc. de 2009 a 2014. Durante esse período, ele implementou um plano de reestruturação significativo, reorganizou várias divisões, estabeleceu novos times e fortaleceu a governança da empresa, além de acelerar a transformação dos negócios. Seus esforços deixaram a Coty com uma estrutura de capital mais forte, margens mais altas e melhor fluxo de caixa.
 
O executivo, que possui um MBA pela Universidade de Stanford, também trabalhou anteriormente como CFO da empresa ferroviária América Latina Logística e diretor de investimentos da GP Investimentos, com sede em São Paulo.
 
"Sergio traz para a Revlon uma riqueza de conhecimentos operacionais e de reestruturação, além de décadas de experiência em organizações internacionais líderes em uma ampla gama de indústrias", comentou Debra Perelman, CEO da Revlon, em um comunicado. 

“Enquanto entramos em 2020, um ano que será de transformação contínua e mudança significativa para a Revlon, Sergio será uma adição importante à equipe e estou confiante de que ele usará seus talentos para nos ajudar a executar e alcançar nossos objetivos estratégicos”, acrescentou Debra. 
 
A Revlon, proprietária das marcas Revlon, Elizabeth Arden, Almay e Sinful Colors, entre outras, contratou a Goldman Sachs em meados de 2019 para ajudar a explorar alternativas estratégicas, incluindo a possibilidade de venda de seus negócios ou parte deles. Desde então, esse processo passou a se concentrar na venda das marcas menores de seu portfólio.
 
No terceiro trimestre encerrado em 30 de setembro de 2019, a Revlon registrou um prejuízo líquido de 44,7 milhões de dólares e receita de 596,8 milhões de dólares.

Copyright © 2020 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.