×
Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
5 de abr. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Resultados da Decathlon ultrapassam níveis pré-pandemia em 2021

Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
5 de abr. de 2022

O grupo francês de produção e distribuição de artigos esportivos, Decathlon, que recentemente suspendeu suas atividades na Rússia, anunciou na segunda-feira (4) que registrou em 2021 um faturamento e um resultado líquido bem acima dos níveis pré-pandemia.


Archivo


As vendas isentas de impostos do grupo, que pertence à galáxia Mulliez, atingiram os 13,8 bilhões de euros, um aumento de 21% face a 2020, acrescentou a marca em comunicado. O aumento se deve a um mercado de equipamentos esportivos muito dinâmico e um efeito de base favorável, uma vez que as vendas em 2020 foram interrompidas pela pandemia de Covid-19.

A Decathlon saiu-se melhor em 2021 do que em 2019, antes do surto de Covid-19, quando atingiu 12,4 bilhões de euros em volume de negócios. O aumento do seu resultado líquido também foi muito forte em relação aos anos anteriores: 913 milhões de euros, contra 550 milhões em 2020, ano em que esteve “quase em linha com o ano anterior”.

O nível das vendas online também manteve-se muito elevado em 2021 e representou 21% das vendas totais, em comparação com apenas 8% em 2019. Na França, onde a Decathlon realiza um quarto de suas vendas totais com suas 324 lojas e 22.500 funcionários, o faturamento foi de 4,2 bilhões de euros, um aumento de cerca de 18% em relação ao exercício anterior.

Recentemente, a companhia esteve no centro de uma controvérsia porque manteve suas operações na Rússia, apesar dos apelos do presidente ucraniano Volodymyr Zelensky para deixar o país e não ser "patrocinador da máquina de guerra russa". No final de março, no entanto, a Decathlon anunciou finalmente a suspensão de sua atividade na Rússia (60 lojas e 2.500 funcionários), citando problemas de abastecimento no contexto de sanções internacionais contra Moscou.

Questionada pela AFP, a CFTC, primeira organização sindical da Decathlon, disse considerar "uma pena ter de esperar acontecer o problema logístico para tomar esta decisão".

O grupo está presente em 70 países, por meio de 1.747 pontos de venda, e conta com 105 mil funcionários.

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.