×
Publicado em
22 de jun. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Renner e Youcom lançam primeiras calças jeans 100% rastreadas por blockchain no Brasil, em parceria com Abrapa

Publicado em
22 de jun. de 2022

A Lojas Renner e a Youcom lançaram as primeiras peças em jeans do país 100% rastreadas usando blockchain. A tecnologia permite o acompanhamento de todo o ciclo produtivo, do cultivo do algodão à fabricação das roupas.


Crédito: Lojas Renner/Youcom

 
Os lançamentos, três modelos de calça jeans feminina Renner e dois modelos de calça jeans feminina Youcom, são resultado de uma parceria com a Abrapa (Associação Brasileira dos Produtores de Algodão) por meio do programa SouABR (Sou de Algodão Brasileiro Responsável), que rastreia desde as fazendas certificadas, onde a matéria-prima é produzida, até a entrega do produto final ao consumidor. A entidade ainda foi responsável, junto com a startup Ecotrace, pelo desenvolvimento desta solução de rastreabilidade digital voltada ao setor têxtil, incluindo fiação, tecelagem, confecção e varejo.
 
“Este projeto mostra que é possível conciliar moda, inovação e sustentabilidade para dar maior transparência ao processo produtivo de ponta a ponta, ao mesmo tempo em que nos permite engajar e influenciar positivamente os fornecedores e parceiros do nosso ecossistema. Com isso, reforçamos nosso compromisso com a moda responsável e permitimos que os clientes façam escolhas cada vez mais conscientes”, diz o diretor de Produto da Lojas Renner, Henry Costa.

“Em 2012, foi criado um protocolo único de certificação para as fazendas produtoras de algodão do Brasil. É uma jornada longa conseguir levar essa certificação até a palma da mão do consumidor, que está mais exigente. Com o programa SouABR, entregamos o que ele pede: responsabilidade socioambiental e rastreabilidade”, afirma o presidente da Abrapa, Júlio Cézar Busato.
  
A tecnologia blockchain criptografa e registra os dados de forma distribuída, garantindo a sua autenticidade e impedindo qualquer alteração. Isso significa que as informações inseridas por todos os fornecedores envolvidos na cadeia têxtil daquela peça são digitalizadas e auditáveis. A partir daí, essa trajetória pode ser acessada por meio de um QR Code impresso nas etiquetas, que irá remeter a uma landins page.  Além das fazendas produtoras de algodão, as empresas que participaram do projeto junto à Renner e à Youcom são a Vicunha Têxtil, nas etapas de fiação e tecelagem, e a Ease Confecções, na fabricação do produto final.
 
“Com esta ação pioneira, não só garantimos que a peça foi produzida em linha com boas práticas socioambientais, como também damos ampla visibilidade ao nosso cliente. Antes de chegar ao guarda-roupa das pessoas, cada peça já terá toda sua história devidamente registrada”, comenta Henry Costa.
 
A certificação fornecida pela Abrapa às fazendas de algodão possui 183 itens de verificação, distribuídos em oito frentes, incluindo, por exemplo, contrato de trabalho e condições dignas; veto a qualquer tipo de discriminação; segurança e saúde dos trabalhadores; e boas práticas de preservação ambiental.

As novas peças rastreadas por blockchain estão à venda no e-commerce e em lojas físicas de praças selecionadas das duas marcas. 
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.