×
Publicado em
3 de set. de 2020
Tempo de leitura
4 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Renaissance & Roll na coleção Alta Sartoria da Dolce & Gabbana

Publicado em
3 de set. de 2020

Maneirismo por excelência na moda masculina da Alta Sartoria – a coleção de alta-costura da Dolce & Gabbana, apresentada com grande pompa na noite de quarta-feira (2), no Palazzo Vecchio, em Florença.


Dolce & Gabbana - Alta Sartoria - Florença - Foto:Dolce & Gabbana


O desfile, apresentado pelo jovem prefeito, Dario Nardella, que também entregou à atriz Monica Bellucci as chaves da cidade - contou com 100 looks, e foi o primeiro grande evento de passarela de uma aclamada maison de moda desde que o mundo parou devido à pandemia de COVID-19.
 
Os modelos foram todos revelados no interior do Salone dei Cinquecento (1495-1496), a enorme e elevada câmara do conselho decorada com afrescos gigantes de Giorgio Vasari, a primeira pessoa a usar o termo Renascimento.

O espectáculo abriu com a apresentação de várias camisas medievais terminadas com o giglio vermelho, ou íris, que os Medici adotaram como emblema da cidade e que os florentinos usaram em batalha, mesmo durante a Primeira Cruzada. Um belo jovem surgiu marchando orgulhosamente em uma versão de espadachim deslumbrante em azul cerúleo e giglio escarlate feito de penas fornecidas por Duccio Mazzanti, um especialista em penas florentinas de terceira geração. Ele foi um dos 35 artesãos especializados locais que contribuíram para esta série de três dias de eventos Dolce&Gabbana, que incluiu uma exposição de abertura de alta joalheria em uma vila no topo de uma colina na noite de quinta-feira (27 de agosto).


Dolce & Gabbana - Alta Sartoria - Florença - Foto: Dolce & Gabbana


Ao longo do percurso, Domenico Dolce e Stefano Gabbana fizeram referências aos grandes ícones do Renascimento  Botticelli, Leonardo da Vinci, Ghirlandaio e Michelangelo. Interpretando as ideias humanistas daquela época  em que o homem, e não Deus, se tornou o centro do universo –, em alguns trajes estranhamente grandiosos. O clímax em vestes ducais em vison, linho e bordado de ouro. Digno de Cosimo de Medici, e ecoando pinturas de governantes de Florença, como por exemplo de Salviati. Retratos de Lourenço o Magnífico e Giovanni dalle Bande Nere, o maior condottiere da época, apareceram reproduzidas em túnicas de brocado de ouro.
 
Em mais um momento de bravura, a dupla transferiu a imagem de um guerreiro em meio a espadas, lanças e cornetas vistas no enorme afresco de Vasari da Batalha de Marciano, sobre um notável roupão de jacquard bordado com lapelas de astracã.

Além disso, os ricos matizes desses afrescos apareceram em uma série de ternos diabolicamente bem cortados - compostos por jaquetas trespassadas e calças até o tornozelo.
 

Dolce & Gabbana - Alta Sartoria - Florença - Foto: Dolce & Gabbana


Toda a concepção poderia ter facilmente tropeçado em um clichê, se o acabamento não fosse tão espectacular, a paleta de cores tão intensa e o sentimento de celebração tão memorável. Em suma, uma moda masculina para homens distintos que atingiu o nível de alta-costura alcançado para as mulheres mais ricas do mundo.

"Pensando nisso, depois de passar todo este tempo aqui, com os artesãos locais, percebi que o verdadeiro papel, de nós, italianos, é usar ideias antigas e novas para criar beleza para o mundo", disse Domenico em uma coletiva de imprensa pré-desfile, dentro de um antigo claustro, recebendo uma explosão de aplausos do grupo ali presente, composto por cerca de 100 dos seus compatriotas.
 
Há cinco séculos, Leonardo da Vinci tentou um método inovador de secagem de um dos seus frescos no Salone dei Cinquecento, pendurando brasas de carvão quente que só conseguiam derreter a tinta, fazendo com que as cores corressem para uma poça no chão. Mas, tudo funcionou extremamente bem nesta coleção. Até a misteriosa inscrição em vários smokings, onde era possível ler "Cerca Trova", que significa "procura encontra", uma referência ao mito de que os vestígios do afresco danificado de Leonardo da Vinci ainda se encontram escondidos atrás do trabalho posterior de Vasari.
 

Dolce & Gabbana - Alta Sartoria - Florença - Foto: Dolce & Gabbana


Após o espetáculo, os convidados foram surpreendidos com uma exibição dramática de tamburini e sbandieratori  bateristas e agitadores de bandeiras em trajes tradicionais, marchando ao compasso de tambores sonoros, enquanto centenas de habitantes locais observavam do outro lado da Piazza della Signoria.
 
Ironicamente, no local preciso onde o austero monge dominicano, Girolamo Savonarola, governou Florença durante quatro anos, pregando contra o luxo, foi encenada uma das suas recorrentes fogueiras das vaidades, a primeira das quais teve lugar em 1498. Ali, foram queimados (agora simbolicamente) objetos condenados, como as obras de arte de Botticelli, tapeçarias, espelhos, cosméticos e escultura.
 
Muito provavelmente, Savonarola teria ficado horrorizado com os excessos gloriosos desta coleção Alta Sartoria com a sua suprema auto-indulgência e hiper-opulência. Uma brilhante declaração de moda que oferece a visão de um futuro mais brilhante e otimista no final do túnel da COVID-19.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.