×
Publicado em
5 de abr. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Reforçando seus compromissos em ESG, Amaro cria cargo de Gerente de Sustentabilidade

Publicado em
5 de abr. de 2022

A Amaro anuncia a chegada de Rebeca Knijnik como Gerente de Sustentabilidade da companhia. A executiva assume um cargo estratégico e recém-criado, sete meses após a empresa lançar a primeira edição de seu relatório de sustentabilidade e tornar-se a primeira marca de consumo brasileira 100% carbono negativo. A profissional chega para aprimorar os esforços da marca com ESG e se dedicar, principalmente, ao acompanhamento da evolução dos resultados e à construção de novas metas e compromissos sobre o tema.


Rebeca Knijnik: Gerente de Sustentabilidade da Amaro - Divulgação


Rebeca é formada em direito pela PUC e tem MBA em sustentabilidade pela FGV. Tem mais de 10 anos de experiência com o tema ESG e passou por empresas como Suzano e Natura, onde foi responsável por Projetos de acesso e repartição de benefícios com as comunidades da Amazônia, programa de certificação FSC, Pegada de Carbono e Projetos com cooperativas de reciclagem, entre outros, e mais recentemente aprofundou seu conhecimento em tecnologia por quatro anos na Oracle.

“Assumo o cargo em um momento importante para a empresa, que está focada em apresentar e criar cada vez mais soluções ESG. Estou muito animada em contribuir com um projeto tão necessário e desafiador quanto o de se trabalhar impacto positivo na indústria de moda e de bens de consumo”, explica Rebeca.

Em 2021, a Amaro passou a neutralizar, em dobro, toda a emissão de carbono (CO²) oriunda de seus produtos, considerando matéria-prima, manufatura, armazenamento, transporte e entrega, além de suas atividades corporativas, como viagens, servidores, e lojas físicas. E ainda nesse mesmo ano, , a Retail Tech comprou o dobro do volume, compensando 30 mil toneladas em créditos de carbono certificados.

Paralelo ao trabalho de mensuração e neutralização do impacto, vieram os esforços de diminuí-lo. Em 2018 iniciou a criação de linhas de produtos com menor impacto ambiental e introduziu entregas por bike delivery em São Paulo. Em 2019, substituiu os plásticos virgem por matéria-prima descartada na costa brasileira, além da criação de embalagens-envelope que resultaram em menor cubagem, menos viagens e veículos em rota, além de criar o Comitê de Sustentabilidade e o seu programa de Social Compliance por uma cadeia produtiva 100% responsável.

Para os próximos anos, a empresa já tem como meta continuar compensando o dobro do carbono, ano após ano, em uma ação concreta contra as mudanças climáticas e a diminuir em 10% a sua emissão de CO2 ainda em 2022. Além disso, até 2023, eliminará 100% do plástico virgem das embalagens de todos os produtos de moda e 100% da viscose dos produtos será certificada. E, até 2026, 50% das coleções virão de matérias primas sustentáveis.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.