×
893
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Ralph Lauren: resultados trimestrais excedem previsões de Wall Street

Por
Reuters
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
today 31 de jul de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Na terça-feira, a Ralph Lauren Corp. divulgou lucro e volume de negócios  trimestrais superiores às previsões dos analistas, graças ao crescimento no seu mercado norte-americano, que por sua vez foi impulsionado por campanhas de marketing ambiciosas e lançamentos de produtos que fortaleceram a demanda do consumidor. Como resultado, o preço da sua ação subiu 5%.


Ralph Lauren - outono-inverno 2019 - Prêt-à-porter feminino - Nova Iorque - © PixelFormula


Como outras marcas de roupa e artigos de couro, a empresa nova-iorquina está tentando relançar o crescimento após anos de reduções nos preços, altura em que a Ralph Lauren seguiu uma estratégia que consistia em inundar o mercado com os seus produtos de gama mais baixa.
 
A Ralph Lauren redinamizou as vendas dos seus produtos emblemáticos, entre os quais o famoso Polo, ao mesmo tempo que recrutou personalidades das redes sociais para promover o seu prêt-à-porter e as suas gamas de acessórios.

Isso permitiu que a empresa registrasse um aumento de 3,1% nas vendas na América do Norte, o seu mercado mais importante.
 
"O nosso desempenho tem sido impulsionado pela dinâmica sustentada nos nossos mercados internacionais e pela nossa rigorosa política de redução de custos em toda a empresa", declarou Patrice Louvet, CEO da Ralph Lauren.
 
Na Europa e na Ásia, onde a marca Ralph Lauren é considerada mais premium, as vendas aumentaram 1,5% e 4,3%, respetivamente.

Excluindo itens não recorrentes, a empresa faturou 1,77 dólares por ação. O lucro líquido atingiu 1,43 bilhão de dólares (1,28 bilhão de euros).
 
Por sua vez, os analistas contavam com um lucro de 1,66 dólares por ação e uma receita de 1,42 bilhão de dólares (1,27 bilhão de euros), segundo dados IBES da Refinitiv.

O lucro líquido alcançou os 117,1 milhões de dólares (104,9 milhões de euros), ou 1,47 dólares por ação, no primeiro trimestre encerrado a 29 de junho, contra 109 milhões de dólares (97,7 milhões de euros) ou 1,31 dólares por ação, durante o mesmo período do exercício passado.

© Thomson Reuters 2019 Todos os direitos reservados.