Queda inesperada no lucro anual da Givaudan

ZURIQUE (Reuters) - A fabricante suíça de aromas e perfumes Givaudan comunicou na sexta-feira uma queda inesperada de quase 8% no seu lucro líquido em 2018, causada por custos de financiamento mais elevados e perdas cambiais.


Fotografia de arquivo - REUTERS/Edgar Su

O lucro líquido chegou no ano passado aos 663 milhões de francos suíços (588 milhões de euros), face a 720 milhões de francos suíços em 2017, um resultado bem abaixo dos 727 milhões esperados, em média, pelos analistas consultados pela Reuters.
 
Os custos de financiamento subiram para 55 milhões de francos suíços contra 42 milhões no ano anterior, principalmente devido à aquisição da Naturex, especialista francesa em ingredientes naturais, por 1,3 bilhão de euros. A taxa de imposto do grupo também aumentou.

A Givaudan adquiriu a Naturex, que desenvolve ingredientes a partir de extratos de plantas, para se concentrar mais em aromas naturais para melhor responder à evolução da demanda dos consumidores.
 
A empresa de Genebra indicou igualmente que as outras despesas financeiras quase duplicaram para 56 milhões de francos, "principalmente devido ao aumento das perdas em divisas estrangeiras em mercados onde não poderiam ser cobertas, especialmente na Argentina".

As vendas nas mesmas lojas aumentaram 5,6% para 5,5 bilhões de francos suíços em 2018, acima dos 5,1% esperados pelo consenso da Reuters.
 
O grupo também confirmou os seus objetivos de crescimento anual das vendas de 4% a 5% e de um fluxo de tesouraria disponível de 12% a 17% do seu volume de negócios.

A empresa propõe um aumento no seu dividendo de 3,4% para 60 francos por ação. As ações perderam 3,1% nas primeira negociações na Bolsa de Valores de Zurique.

Traduzido por Estela Ataíde

© Thomson Reuters 2019 All rights reserved.

PerfumesNegócios
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER