×
Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
21 de jan. de 2022
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Puma supera previsões trimestrais apesar dos problemas na cadeia de suprimentos

Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
21 de jan. de 2022

A fabricante alemã de artigos esportivas, Puma, comunicou na quinta-feira (20) que registrou vendas trimestrais preliminares melhores do que o esperado, uma vez que a forte demanda global ajudou a compensar os efeitos da pandemia de COVID-19 e as restrições da cadeia de suprimentos.


DR


A Puma já havia alertado que os gargalos na cadeia de suprimentos e interrupções na fabricação resultariam na escassez de produtos até 2022. As fábricas no Vietnã, um importante fornecedor da indústria de calçados, fecharam por meses no ano passado devido aos surtos de COVID-19.

A Puma disse que as vendas do quarto trimestre aumentaram 14%, ajustadas pelo câmbio, para 1,77 bilhão de euros, acima da previsão média dos analistas de 1,63 bilhão de euros, de acordo com uma pesquisa da Refinitiv.

A empresa disse que o lucro trimestral antes de juros e impostos (EBIT) subiu para 65 milhões de euros, ante 63 milhões no mesmo período de 2020, bem acima da previsão média dos analistas de 47 milhões de euros.

Ao longo de 2021, a Puma teve um desempenho melhor do que as rivais Adidas, que deve publicar os resultados de 2021 em 9 de março, e Nike, que registrou um aumento de 1% na receita geral nos números do segundo trimestre de seu ano fiscal, encerrado no final de dezembro.

A Puma publicará os resultados finais do ano inteiro em 23 de fevereiro de 2022.

© Thomson Reuters 2022 All rights reserved.