×
1 063
Fashion Jobs
GRUPO BOTICARIO
Pessoa Coordenador(a) de Compras de Eventos
Efetivo · São José dos Pinhais
RENNER
Product Owner (po) - Omnichannel
Efetivo · São Paulo
FARFETCH
Product Manager (Ecommerce Experience) - Farfetch Platform Solutions
Efetivo · SÃO PAULO
GRUPO BOTICARIO
Especialista ii Treinamento Comercial Venda Direta - Franschising
Efetivo · São Paulo
GRUPO BOTICARIO
Pessoa Compradora de Projetos Júnior - Híbrida - PR
Efetivo · São José dos Pinhais
GRUPO BOTICARIO
Especialista i - Inteligência Comercial
Efetivo · São Paulo
MARISOL
Analista de CRM - São Paulo
Efetivo · São Paulo
GRUPO BOTICARIO
Gerente sr Comercial Lojas Boti (Nordeste)
Efetivo · Brasília
RENNER
Content & Performance Manager
Efetivo · São Paulo
VIVARA
Analista de Compliance Senior
Efetivo · São Paulo
MARISOL
Analista de CRM
Efetivo · Jaraguá do Sul
VIVARA
Analista de CRM sr
Efetivo · São Paulo
RENNER
Product Owner (po) | Marketplace – Onboarding de Sellers
Efetivo · São Paulo
RENNER
Product Owner (po) | Marketplace - Atendimento e Pós-Vendas
Efetivo · São Paulo
PUMA
Retail District Manager
Efetivo · São Paulo
RENNER
Coordenador de CRM
Efetivo · São Paulo
VIVARA
Aprendiz – River Shopping - Petrolina/pe
Efetivo · Petrolina
VIVARA
Estoquista - Teresina Shopping - Teresina/pi
Efetivo · Teresina
CAEDU
Operador de Loja
Efetivo · Carapicuíba
RENNER
Assistente de Loja Csc - Ribeirão Preto
Efetivo · Ribeirao Preto
RENNER
Renner - Líder de Produtos Financeiros
Efetivo · Porto Alegre
RENNER
Coordenador de Logística - Transportes
Efetivo · Cabreúva
Por
Reuters
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
15 de fev. de 2019
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Puma prudente para 2019 apesar de trimestre forte

Por
Reuters
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
15 de fev. de 2019

Na quinta-feira, a empresa alemã de roupa desportiva Puma apresentou uma previsão conservadora para 2019, apesar de reportar fortes vendas trimestrais ajudadas pela procura pelos seus modelos de calçado RS-X e Cali, o que levou a que as suas ações caíssem mais de 5%.


Sapatilhas RS-X da Puma


A taxas de câmbio constantes, as vendas do quarto trimestre subiram 20% para 1,226 bilhão de euros (1,38  bilhão de dólares), superando o consenso dos analistas de 1,17 bilhão, enquanto o lucro operacional ficou em 38 milhões de euros, abaixo das previsões dos analistas de 39 milhões.
 
No entanto, a Puma espera uma desaceleração em 2019, prevendo um crescimento nas vendas de cerca de 10% (a taxas de câmbio constantes) e um lucro operacional entre 395 e 415 milhões de euros. A empresa confirmou um objetivo de margem operacional de 10% até 2021/22.

Há um ano, a Puma também previu um aumento de vendas de 10%, mas depois atualizou as suas metas ao longo de 2018.
 
A Puma tem vindo a crescer mais rápido do que a sua maior rival alemã, a Adidas, e a líder de mercado, a Nike, impulsionada por campanhas nas redes sociais e parcerias com celebridades como as cantoras Selena Gomez e Rihanna e o rapper Jay-Z.

As vendas trimestrais saltaram 39% (a taxas de câmbio constantes) na Ásia, diminuindo as preocupações com a desaceleração da demanda na China, enquanto nas Américas subiram 17%, ajudadas pelo lançamento, em setembro, da primeira sapatilha de basquetebol da Puma em 20 anos.

A Puma disse que reagiu rapidamente à nova tendência de sapatilhas retro com solas grossas, lançando os estilos Thunder e RS, enquanto os sapatos usados por Selena Gomez se revelaram um sucesso entre as mulheres.

Os resultados da Puma são revelados após o setor ter sido impulsionado pelos fortes resultados recentes de rivais como Nike, Lululemon e Under Armour. A Adidas divulga os seus números trimestrais a 13 de março.

© Thomson Reuters 2023 Todos os direitos reservados.