×
161
Fashion Jobs
L'OREAL GROUP
Analista de Business Intelligence Pleno - Divisão Grande Público
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
CAEDU
Analista de Controladoria jr
Efetivo - CLT · São Paulo
INTJOBS
Missão Humanitária Internacional de Saúde: Todas as Especialidades
Efetivo - CLT · RIO DE JANEIRO
CAEDU
Analista de Produtos Financeiros pl
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Analista CRM pl - Segmentação
Efetivo - CLT · São Paulo
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Cidade de São Paulo
Efetivo - CLT · São Paulo
VIVARA
Aprendiz Comercial - Center Shopping Uberlândia
Efetivo - CLT · Uberlândia
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Del Rey
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Uberaba
Efetivo - CLT · Uberaba
AMARO
Compliance Analyst
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
MARISOL
Auxiliar de Estilo
Efetivo - CLT · Jaraguá do Sul
L'OREAL GROUP
Formador(a) Sênior
Efetivo - CLT · São Paulo
MARISOL
Operador Beneficiamento - Acabamento de Malhas
Efetivo - CLT · Jaraguá do Sul
CAEDU
Analista de Atração e Seleção jr
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Jovem Aprendiz
Efetivo - CLT · Cajamar
AMARO
Gerente de Loja Campinas
Efetivo - CLT · Campinas
L'OREAL GROUP
Analista de Laboratório (Hair da)
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
L'OREAL GROUP
Operações - Analista de Transporte Outbound
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
L'OREAL GROUP
Coordenador de Jbp - Divisão Grande Público
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
L'OREAL GROUP
Analista de Laboratório (Fotoproteção)
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
MARISOL
Assistente Administrativo - Comunicação Interna
Efetivo - CLT · Jaraguá do Sul
MARISOL
Vendedor (a) Responsável - Alexânia
Efetivo - CLT · Alexânia
Publicado em
26 de fev de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Puma forte na Europa em 2020

Publicado em
26 de fev de 2021

Que performance! Em 2020, as vendas da Puma na região da Europa, Médio Oriente e África aumentaram. Antes da aplicação das taxas de câmbio, a marca alemã de artigos esportivos registrou um aumento de 1,5%. Com taxas de câmbio desfavoráveis ao euro,  as receitas contraíram menos de 1% para 1,983 bilhão de euros. Apesar dos confinamentos, da falta de turistas internacionais e das preocupações dos consumidores, a Puma ganhou apenas 18 milhões de euros a menos que em 2019.


Colaboração com a Ferrari revelada em janeiro - Puma


Globalmente, a empresa liderada por Björn Gulden viu suas vendas diminuírem 5% para 5.234 bilhões de euros. As vendas na região Ásia-Pacífico caíram 5% para 1,475 bilhão de euros, enquanto o mercado americano sofreu mais, com um declínio de quase 9% para 1,776 bilhão de euros. O lucro operacional (EBIT) foi reduzido para metade para 209 milhões de euros e o lucro líquido caiu 70% para menos de 79 milhões de euros.

Uma dinâmica positiva

No entanto, o grupo continua otimista, especialmente graças à um bom final de ano. Apesar das dificuldades relacionadas aos vários confinamentos, a Puma se deu bem no online. As vendas no canal digital no último trimestre saltaram 57%. O grupo observou também que embora o tráfego nas lojas tenha sido inferior ao do final de 2019, as taxas de conversão foram mais elevadas.

"Estou muito satisfeito por termos conseguido terminar um ano muito difícil com um bom quarto trimestre dadas as circunstâncias. Aumentamos as nossas vendas em 9% no quarto trimestre para 1,520 bilhão de euros e o nosso lucro operacional em 15% para 63 milhões de euros", disse o proprietário da marca na quarta-feira (24 de fevereiro).

"Estes números somam-se ao nosso forte desempenho no terceiro trimestre, onde as nossas vendas aumentaram em 13%. Isto ressalta a força da Puma e de toda a indústria do esporte, e me faz olhar positivamente para o futuro. Vemos que as pessoas em todo o mundo querem praticar mais esporte e que os consumidores continuaram a comprar tênis e roupas esportivas durante a pandemia".

No entanto, durante todo o ano, a categoria de calçados foi a que mais sofreu, com uma queda de 7% nas vendas, para 2,368 bilhões de euros. O vestuário caiu quase 5%, para 1,974 bilhão, e os acessórios se saíram bem com um aumento de mais de 1%, para 893 milhões de euros.


Neymar Jr. juntou-se à Puma em 2020 - Puma


Embora a empresa tenha implementado uma estratégia defensiva no primeiro semestre de 2020, reduzindo significativamente seus custos estruturais, ela continuou, e até acentuou, a sua política de visibilidade. Em particular, a Puma anunciou se associou à Neymar Jr. na categoria esportiva, assim como Dua Lipa e DJ Snake na categoria artística.

A Puma também continuou a trabalhar com musas como a cantora Selena Gomez e a estrela de Fórmula 1 Lewis Hamilton, que celebrou o seu sétimo título mundial. A marca continuou a destacar suas colaborações. Ela lançou uma linha com a Ferrari em janeiro, anunciou a parceria com o campeão mundial de futebol francês Raphaël Varane, apresentou o primeiro par de tênis (Mirage OG) atribuído ao DJ Snake, e lançou uma coleção de yoga nomeada Exhale no dia 15 de fevereiro. Esta coleção é apresentada como eco-design, utilizando poliéster reciclado, e foi co-criada com a atriz e modelo britânica Cara Delevingne. Em relação à sustentabilidade, o grupo anunciou que irá apresentar seu plano para 2025 em maio.


Cara Delevingne lança nova linhaExhale - Puma


Entretanto, para 2021, embora atualmente mais de metade das lojas que oferecem seus produtos ainda estejam fechadas na Europa, o grupo espera um ligeiro aumento tanto nas vendas como nos lucros operacionais.

A empresa está contando com a ajuda de um sourcing melhorado e com um novo centro de distribuição nos Estados Unidos, o que lhe deve permitir entregar seus produtos ainda mais rapidamente. Após um último trimestre de 2020 marcado por níveis de margem operacional mais atrativos, nomeadamente através de mais vendas a preço cheio, a Puma salientou, no entanto, que a extensão e a duração das restrições sanitárias podem ter um impacto no seu balanço.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.