×
Publicado em
19 de jul. de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Produtos de beleza tiveram um papel emocional para 8 em cada 10 brasileiras durante a pandemia

Publicado em
19 de jul. de 2021

A Avon realizou um levantamento inédito, com 1.000 entrevistas de norte a sul do Brasil, em parceria com a consultoria Grimpa, que mostrou a transformação, a ressignificação e os novos olhares para diversos temas como: autoestima, maquiagem, cuidados com a pele, fragrâncias, e a relação emocional das consumidoras com essas categorias durante a pandemia. A pesquisa faz parte da campanha #OlhadeNovo, que marca o reposicionamento da Avon e convida a sociedade a ampliar os olhares sobre a marca, mas também sobre a beleza e as mulheres.


Pesquisa revela que, para 78% das entrevistadas, o batom vermelho é algo que uma mulher usa para ela se sentir bem - Divulgação



Mais de 80% das pesquisadas disseram que produtos de beleza foram aliados em tempos de pandemia e isolamento social para aumentar a sensação de bem-estar em alguns momentos do cotidiano. 

Segundo 80% das entrevistadas, a autoestima se tornou muito mais uma questão de bem-estar do que de padrões. O dado revela um movimento voltado para o interior, valorizando a saúde (69%) e a as qualidades pessoais (24%) como fatores importantes de um novo olhar para a própria imagem.

E, nesse quesito, velhos olhares ficaram para trás: 78% afirmaram que o batom vermelho é algo que uma mulher usa para ela se sentir bem, e não para chamar a atenção de outras pessoas, e 74% dizem que maquiagem colorida, brilho e perfume também podem ser usados dentro de casa.
 
Os cuidados com a pele do rosto e do corpo foram o foco:  especialmente entre as mulheres que passaram a ficar mais tempo em casa (41%), houve maior compra desses itens, com o intuito de cuidar mais de si mesma (34%) ou testar produtos que viram nas redes sociais (28%) – sendo que o e-commerce se tornou o principal canal de compras para 67% das consumidoras.
 
Máscara de proteção facial mudou a forma como as mulheres cuidam do rosto e maquiam lábios e olhos

O uso das máscaras de proteção contra a COVID-19 transformou os hábitos de cuidados com a face de 6 em cada 10 mulheres: 35% passaram a usar produtos para proteger a pele, 33% focaram mais na maquiagem dos olhos e 21% trocaram o batom pelos produtos de hidratação dos lábios.
 
Esses cosméticos foram aplicados de uma a duas vezes por semana em média, tanto em compromissos presenciais (32%) quanto online (22%), mas também para a mulher se sentir mais bonita (23%) ou para melhorar dias em que ela se sentia desanimada (17%).  A categoria revelou ter um papel transformador para elas durante a pandemia, ajudando a melhorar o humor de 80% das entrevistadas.
 
Pensando no futuro, quando a pandemia estiver controlada, perfume (65%), batom (62%) e máscara de cílios (58%) são os itens que passarão a ser usados com mais frequência nesse novo contexto, segundo as participantes.
 
“Os resultados dialogam com o reposicionamento da marca e serão traduzidos para as pessoas em novos produtos ainda mais voltados para sua beleza genuína e bem-estar. Estamos em sintonia com as brasileiras e prontos para inaugurar esse novo capítulo na história da Avon”, afirma Viviane Pepe, Diretora de Comunicação da Avon Brasil.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.