×
Por
Fibre2Fashion
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
11 de out. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Produção e exportação de algodão devem aumentar com queda do consumo interno

Por
Fibre2Fashion
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
11 de out. de 2021

A produção e as exportações de algodão brasileiro podem aumentar a temporada atual (MY) 2021-22 (agosto de 2021 - julho de 2022), uma vez que é esperado que a área plantada aumente. O crescimento da produção e das exportações pode ser atribuído ao aumento do preço global do algodão, ao enfraquecimento do real e à diminuição do consumo de algodão no Brasil.





A área de algodão colhida caiu 15,43%, de 1,62 milhões de hectares no MY 2019-20 para 1,37 milhões de hectares no MY 2020-21, de acordo com a TexPro, ferramenta de análise de mercado da Fibre2Fashion. Mas espera-se que aumente 5,84% para chegar a 1,45 milhão de hectares em MY 2021-22.

O país produziu 2,72 milhões de toneladas métricas de algodão no MY 2019-20 e 2,46 milhões de toneladas métricas no MY 2020-21. A produção na temporada atual deve aumentar em 8,95%, para 2,68 milhões de toneladas métricas.

As exportações aumentaram 25,26%, passando de 1,92 milhão de toneladas métricas em MY 2019-20 para 2,40 milhões de toneladas métricas em MY 2020-2021 e agora devem atingir 2,42 milhões de toneladas métricas.

O consumo interno de algodão, por sua vez, caiu 10,14% passando para 0,67 milhões de toneladas métricas no MY 2020-21, em comparação com 0,74 milhões de toneladas métricas no MY 2019-20, de acordo com a TexPro. O consumo deve cair novamente na temporada MY 2021-22 para 0,63 milhões de toneladas métricas.

Copyright © 2021 Fibre2Fashion. All rights reserved.