×
1 063
Fashion Jobs
GRUPO BOTICARIO
Pessoa Coordenador(a) de Compras de Eventos
Efetivo · São José dos Pinhais
RENNER
Product Owner (po) - Omnichannel
Efetivo · São Paulo
FARFETCH
Product Manager (Ecommerce Experience) - Farfetch Platform Solutions
Efetivo · SÃO PAULO
GRUPO BOTICARIO
Especialista ii Treinamento Comercial Venda Direta - Franschising
Efetivo · São Paulo
GRUPO BOTICARIO
Pessoa Compradora de Projetos Júnior - Híbrida - PR
Efetivo · São José dos Pinhais
GRUPO BOTICARIO
Especialista i - Inteligência Comercial
Efetivo · São Paulo
MARISOL
Analista de CRM - São Paulo
Efetivo · São Paulo
GRUPO BOTICARIO
Gerente sr Comercial Lojas Boti (Nordeste)
Efetivo · Brasília
RENNER
Content & Performance Manager
Efetivo · São Paulo
VIVARA
Analista de Compliance Senior
Efetivo · São Paulo
MARISOL
Analista de CRM
Efetivo · Jaraguá do Sul
VIVARA
Analista de CRM sr
Efetivo · São Paulo
RENNER
Product Owner (po) | Marketplace – Onboarding de Sellers
Efetivo · São Paulo
RENNER
Product Owner (po) | Marketplace - Atendimento e Pós-Vendas
Efetivo · São Paulo
PUMA
Retail District Manager
Efetivo · São Paulo
RENNER
Coordenador de CRM
Efetivo · São Paulo
VIVARA
Aprendiz – River Shopping - Petrolina/pe
Efetivo · Petrolina
VIVARA
Estoquista - Teresina Shopping - Teresina/pi
Efetivo · Teresina
CAEDU
Operador de Loja
Efetivo · Carapicuíba
RENNER
Assistente de Loja Csc - Ribeirão Preto
Efetivo · Ribeirao Preto
RENNER
Renner - Líder de Produtos Financeiros
Efetivo · Porto Alegre
RENNER
Coordenador de Logística - Transportes
Efetivo · Cabreúva
Por
AFP
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
30 de set. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Problemas logísticos provocam aumento de custos e estoques na Nike

Por
AFP
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
30 de set. de 2022

A gigante americana esportiva, Nike, divulgou na quinta-feira (29) resultados trimestrais acima do esperado, mas as margens foram prejudicadas pelos custos de logística, operações promocionais destinadas a reduzir estoques e efeitos cambiais.


Nike


O volume de negócios da empresa voltou a subir, aumentando 4% de junho a agosto, período correspondente ao seu primeiro trimestre contabilístico, atingindo 12,7 bilhões de dólares, acima dos 12,27 bilhões esperados. Excluindo os efeitos de câmbio, as vendas aumentariam 10%. O lucro líquido do grupo, por sua vez, caiu 22%, para 1,5 bilhão de dólares.
 
Numa base por ação e excluindo elementos excepcionais, a medida preferida dos investidores de Wall Street, o lucro ficou em 93 centavos de dólar, um pouco acima dos 92 centavos esperados pelos analistas. Apesar disso, as ações caíram quase 5% nas transações eletrônicas logo após a publicação dos resultados.

A margem bruta do grupo caiu, sofrendo nomeadamente com as "elevadas despesas com frete e logística" e as taxas de câmbio geralmente desfavoráveis, explicou a Nike. A empresa também teve que reduzir os preços de certos produtos que vende diretamente nas suas lojas próprias ou online, principalmente na América do Norte, para escoar os estoques.
 
Efetivamente, os estoques da Nike saltaram 44% em relação ao mesmo período de 2021. A demanda pelos seus produtos continua "sólida", segundo o grupo. Mas, as remessas demoram a chegar devido às contínuas dificuldades na cadeia de abastecimento.
 
Paralelamente, a empresa viu as suas despesas de marketing e administrativas aumentarem 10%, com destaque para o aumento das despesas salariais e investimentos estratégicos em tecnologias.

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.