×
Por
Terra
Publicado em
11 de nov. de 2009
Tempo de leitura
4 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Princesa Paola Orleans diz que salto alto é uma tortura

Por
Terra
Publicado em
11 de nov. de 2009

Vestidos e sapatos de salto alto, preocupação com a natureza, e uma predileção por joias da familia e lugares históricos. Bonita e loura. Todos os elementos que podem muito bem fazer parte da vida de uma princesa. E fazem. A princesa Paola de Bourbon Orleans e Bragança conversou com o Terra, logo após se apresentar no primeiro desfile do primeiro dia da 5ª edição do Minas Trend Preview, que aconteceu até sexta-feira passada na Lagoa dos Ingleses, em Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte.



Ela tem o título de princesa, mas todo mundo sabe que vivemos numa república, e até ela lembra que ele não tem muita importância. Recebeu uma educação em que o respeito aos outros é super importante e não vive num mundo de faz de conta.

Para ela, todos os brasileiros tinham de conhecer a Amazônia. "No lugar de uma viagem para a Disney, as crianças tinham de ganhar uma viagem para a Amazônia." Formou-se em desenho industrial no ano passado e está por lançar a segunda coleção de joias junto com a joalheria Dryzun. É DJ nas horas vagas, apresenta o programa "I Want It", na Fashion TV, que mostra o mundo do luxo e desfila sempre que pode. Confira algumas de suas ideias.

Terra - O que uma princesa não pode fazer?
Paola Orleans - Tenho o título de princesa, mas ele não importa muito. Tive uma educação que me faz ter um tipo de atitude de respeito ao próximo. Fui ensinada a ser humilde e dar valor às coisas simples da vida. E isso não tem a ver com a questão moral. São atitudes não pertinentes a uma princesa, mas a todos os seres humanos.

Terra - Você tem alguma preocupação ecológica?
PO - Sempre tive uma vida mais natural, de respeito à natureza. Me formei em desenho industrial no ano passado e aprendi que para criar um objeto, há várias questões envolvidas, principalmente a de não agressão ao meio ambiente. Nos produtos que crio, levo isso em conta. E para criar um produto, várias questões de produção ambiental estão envolvidas. Nos produtos que eu crio, isto é levado em conta.

Terra - O que você está criando agora?
PO - Acabei de criar a segunda coleção de joias para a Dryzun. Esta é bem lúdica e colorida. As cores vão de azuis turquesa aos mais escuros. Há desde peças delicadas às maiores e mais robustas. É uma coleção com cara de joia de familia, que passa de geração a geração. O que é legal de criar joias é que não tem essa coisa de moda. A vida útil dela é mais duradoura.

Terra - Você se inspira nas joias da família real?
PO - Sim, muito, porque acho que é uma referência nossa também, de nossa história. Tem um quê de conto de fadas, que a monarquia traz.

Terra - Quais os lugares do Brasil que você gosta e indica para as pessoas irem?
PO - Em Minas, Tiradentes e Ouro Preto, que além da parte histórica e das igrejas maravilhosas, têm cachoeiras incríveis. Paraty é outra cidade que adoro. Petrópolis, onde minha mãe mora. Rio de Janeiro também, que como cidade é uma delicia. E acho que todo mundo deveria conhecer a Amazônia. No lugar de uma viagem para a Disney, as crianças deveriam ganhar uma viagem para a Amazônia.

Terra - Quais os tratamentos de beleza que você faz?
PO - Comecei a malhar de novo. Agora faço uma hora e meia de um tipo de ginástica em que a gente dá socos e chutes por uma hora e meia. Tenho a pele seca desde pequena, então preciso passar cremes todos os dias, para não descascar. Passo muito protetor solar sempre, porque pego cor com muita facilidade. Isso é bom quando quero ficar bronzeada, mas não é sempre. E acho que a melhor coisa é ter uma alimentação saudável, que ajuda todos os demais tratamentos de beleza.

Terra - O que você não deixa de carregar na bolsa?
PO - Protetor labial sempre. E uma loção Johnson´s, que é fresquinha. Nunca deixo de usar.

Terra - Qual a marca que você mais usa?
PO - De cosmético, gosto da Kiehl´s, que têm uma textura ótima. Já de roupa, não sou fanática muito por marca. Adora as peças da Gloria Coelho pela forma que elas têm.

Terra - E qual peça não pode faltar no guarda-roupa de uma "princesa"?
PO - Adoro vestidos, porque são práticos. Salto alto é uma tortura, mas deixa qualquer roupa incrivel. São peças imprescindíveis.

Rosângela Espinossi
De Belo Horizonte

Copyright © 2021 Terra. Todos os direitos reservados.