×
Por
Europa Press
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
25 de fev. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Primark vende 40% a menos no primeiro semestre de seu ano fiscal e registra prejuízo de 1,3 bilhão de euros

Por
Europa Press
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
25 de fev. de 2021

A cadeia têxtil Primark, pertencente ao grupo Associated British Foods (AB Foods), estima que as suas vendas nos primeiros seis meses do seu ano fiscal atingiram cerca de 2,2 bilhões de libras esterlinas (2,552 bilhões de euros), 40,5% a menos que os 3,7 bilhões de libras (4,292 bilhões de euros) faturados no mesmo período do exercício anterior, com um impacto de cerca de 1,1 bilhão de libras (1,3 bilhão de euros) devido ao fechamento das lojas entre novembro e dezembro.


Photo: Sandra Halliday


A empresa disse ainda que o lucro operacional ajustado no primeiro semestre do ano fiscal ficará ligeiramente acima do ponto de equilíbrio, em comparação com o lucro operacional ajustado de 441 milhões de libras (511 milhões de euros) no mesmo período do exercício precedente.
 
“Este período caracterizou-se pelo impacto na nossa atividade das restrições estabelecidas pelos governos do Reino Unido e da Europa para limitar a propagação da Covid-19”,  destacou a empresa. “O alcance e o momento das restrições têm variado de acordo com o mercado, com diferentes abordagens adotadas por cada governo e, neste primeiro semestre, ao contrário do primeiro confinamento, nem todas as nossas lojas fecharam ao mesmo tempo.”

Nesse sentido, a cadeia destacou que, quando as lojas estiveram abertas, a atividade continuou forte, com vendas 15% inferiores em termos comparáveis em relação ao ano passado, num contexto caracterizado por gastos em categorias inferiores e um fluxo de clientes menor como reflexo das recomendações das autoridades para limitar as saídas de casa.

Atualmente, a empresa conta com 77 lojas em funcionamento, o que representa apenas 22% da sua área de venda de varejo, embora a Primark tenha um calendário de abertura para mais 233 lojas, o que permitiria 83% da sua superfície de vendas operacional.
 
Assim, as estimativas da Primark apontam para um impacto adverso nas vendas de 480 milhões de libras (556 milhões de euros) na segunda metade do seu exercício.Por outro lado, a cadeia reiterou o seu plano de abrir 15 novas lojas, incluindo cinco na Espanha, três nos Estados Unidos, duas na Itália, uma no Reino Unido, França e Holanda, bem como na Polônia e na República Tcheca.

Copyright © 2021 Europa Press. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos aqui apresentados sem o prévio e expresso consentimento.