×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
30 de out. de 2019
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Piquadro registra crescimento de 16,9% no primeiro semestre

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
30 de out. de 2019

O grupo italiano Piquadro encerrou em 30 de setembro o primeiro semestre do ano fiscal de 2019/20 (que incluiu seis meses de vendas da Maison Lancel) com um aumento de 16,9% no faturamento, totalizando 77,86 milhões de euros.


Marco Palmieri, fundador da Piquadro

 
A marca Piquadro registrou um aumento de 3% para 38,3 milhões, graças ao crescimento de 1,5% do atacado (que representou 61,7% das vendas), e de 5,6% do varejo, que graças ao crescimento de 40,1% do comércio eletrônico direto representou 38,3% do faturamento total. Em bases comparáveis, o crescimento do varejo foi de 2,3%.

A The Bridge teve bom desempenho, com crescimento de 10,2%, ultrapassando os 14 milhões em vendas. O atacado (69,2% do total) teve aumento 7,2%, e o varejo (30,8% do total) de + 17,6% (+ 7,8% em uma base comparável), com crescimento de 50,7% no comércio eletrônico direto.

Por fim, a Maison Lancel encerrou o primeiro semestre com um faturamento de 25,28 milhões de euros, um aumento de 13,2%, com crescimento de 10,7% no varejo (85,9% do total).

Por região, a Itália registrou crescimento de 6,1%, representando 52,5% do faturamento total, e a Europa (44,9% do total) teve um desempenho ainda melhor, alcançando aumento de 35,4%, para 34,9 milhões de euros. Nas demais regiões, as vendas totalizaram 2,06 milhões de euros, uma leve queda. 

Fundado em 1987 por Marco Palmieri, o grupo Piquadro conta atualmente com uma rede de distribuição em mais de 50 países e um total de 180 pontos de venda, sendo 100 da marca Piquadro (63 na Itália e 37 no exterior; 58 lojas próprias e 42 franquias), 13 da The Bridge (12 na Itália e 1 no exterior; 9 lojas próprias e 4 franquias) e 67 da Lancel (57 na França e 10 no exterior; 61 lojas próprias e 6 franquias). A empresa encerrou o ano fiscal de 2018/19 com faturamento de 147,5 milhões de euros e lucro líquido consolidado de 34,48 milhões de euros.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.