×
976
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Piquadro investe na startup Vintag

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
today 4 de jan de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

O grupo Piquadro (proprietário de marcas como Piquadro, Lancel e The Bridge) faz sua primeira incursão no mundo da economia circular, baseada na reciclagem e reutilização de objetos e peças de vestuário, investindo através do seu programa Piquadro MyStartupFunding na startup Vintag, de Bolonha. Lançada em maio de 2017, ela oferece através de seu aplicativo uma plataforma de compras dedicada exclusivamente ao vintage. A empresa não divulgou a extensão do investimento nem detalhes da transação.


 
A protagonista do projeto será, em especial, a marca histórica de couro florentino The Bridge, adquirida pela Piquadro no final de 2016, como explica Marco Palmieri, presidente do grupo: "Eu me apaixonei pela The Bridge e decidi adquirir a empresa quando descobri o charme de seu legado, encontrando, nos melhores mercados vintage europeus, peças icônicas como a doctor bag e a "porta-jornais" que remonta aos anos setenta. (...) É por isso que os amantes do vintage adoram a The Bridge e por isso decidi investir na Vintag, que não é apenas um mercado de segunda mão, mas o ponto de encontro para quem quer trocar objetos com estilo do passado".
 
Menos de dois anos após seu lançamento, a Vintag tem aproximadamente 19.000 usuários ativos e 70.000 itens à venda, desde roupas e acessórios até design, modernidade e colecionáveis. Além da Piquadro, a empresa conta com o apoio do Fashion Technology Accelerator, hub internacional que promove a inovação digital e tecnológica nos setores de moda, luxo e varejo, e o Hatcher +, fundo de capital de risco baseado no uso de big data e tecnologias de inteligência artificial.

A Piquadro encerrou os primeiros seis meses de seu ano fiscal com um volume de negócios consolidado de 66,59 milhões de euros, um aumento de 42,3% em relação ao mesmo período do ano anterior, e confirmou as previsões de crescimento para o ano fiscal de 2018-19, com receita que deve atingir os 150 milhões de euros.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.