×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
7 de out. de 2022
Tempo de leitura
7 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Paris Fashion Week: último dia com Chanel, A.W.A.K.E. Mode e Louis Vuitton

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
7 de out. de 2022

No último dia da temporada internacional de moda de 26 dias, a Chanel apresentou um belo desfile de Virginie Viard em homenagem ao filme L’année dernière à Marienbad (O último ano em Marienbad); Nicolas Ghesquière revelou uma coleção de referência para a Louis Vuitton e A.W.A.K.E. Mode regressou a Paris com um estilo experimental.

Chanel: bem-vinda a Marienbad



A estrela do filme era americana e os fotógrafos eram holandeses, mas esta foi a coleção mais francesa que vimos da Chanel em um bom tempo, impecavelmente apresentada diante de um enorme cenário do filme clássico multinacional, L’année dernière à Marienbad, lançado em 1961.


Chanel - primavera-verão 2023 - Paris - © PixelFormula


Uma coleção para a primavera-verão 2023 encenada junto à uma tela panorâmica gigantesca de 200 metros de comprimento e 10 metros de altura, projetando o filme a preto e branco de 1961, e a sua estrela central Delphine Seyrig, que os historiadores da moda recordarão ter sido vestida principalmente pela Chanel.

Uma frota de centenas de limusinas levou os cerca de 1.500 convidados ao desfile no efêmero Grand Palais, onde dois túneis de entrada apresentavam uma colagem de imagens históricas e uma impressionante nova campanha com Kristen Stewart, fotografada pelas lendas da fotografia Inez van Lamsweerde e Vinoodh Matadin.

A introdução ao desfile em si foi uma encantadora, com curta filmagem, mostrando Kristen Stewart passeando por Paris com quatro homens sedutores de smoking.

"Vivemos num período de crescimento tão acelerado que me tira o fôlego... É estimulante", diz Stewart enquanto a câmera a filma sendo puxada para trás por uma força invisível num beco sem saída parisiense.

"Há muita pressão, porque estamos neste projeto artístico que muda a vida. Saber quem se é está sujeito a alterações. Não é uma noção fixa, as morfologias que nos definem e nos unem", continuou, respondendo a um interlocutor invisível ao sair do Le Champo - Espace Jacques-Tati, um cinema em Saint-Germain, Quartier Latin. Kristen Stewart desce até à famosa escadaria de vidro na sede da Chanel na Rue Cambon, vestindo um tailleur branco brilhante que mais tarde aparece no desfile de moda.

O filme apresenta no look de abertura: uma camisa estampada com flores de seda e sapatos rasos. Imagens dos grandes jardins simétricos na Baviera onde o filme foi rodado aparecem na camisa e na tela.

A diretora criativa da Chanel, Virginie Viard, favoreceu o clássico casaco de quatro bolsos da Chanel, usado como um vestido mas bem acima da coxa. Até concebeu uma bela versão em roxo, abotoada na frente. E quando Virginie Viard enviou um casaco clássico de seda, em vez de manter o habitual, combinou-o com calções.


Chanel - primavera-verão 2023 - Paris - © PixelFormula


O seu calçado preferido foi sapatos de salto alto de ponta preta com tiras florais, usados com meias de rede pela altura dos joelhos. No entanto, não havia nada de retrógrado nestas roupas: desde polka trench coats cinzelados com cintos de metal até vestidos cocktail de couro cravejados de pérolas. 

Para a noite, Virginie Viard teceu looks com todo o tipo de penas, de strass e de nós que recordavam a opulência do filme, nenhum dos quais foi filmado na cidade termal tcheca que lhe deu o nome.

"Os filmes que vimos, os que nos possuem e os que inventamos para nós próprios, Marienbad, a Nouvelle Vague, o fascínio segundo Gabrielle Chanel, Karl, a noite, plumas, lantejoulas, saltos: adoro quando as coisas se misturam", disse Virginie Viard.

O que tornou esta coleção especial foi a ambiguidade que caracteriza L’année dernière à Marienbad. No filme, nunca se sabe se o casal se encontrou um ano antes, porque o homem insiste, mas a mulher não se lembra. E na coleção, nunca se sabe exatamente quando as roupas foram criadas, mas de alguma forma todas elas são expressões claras do DNA da Chanel – elegância, sedução, requinte e impertinência.

Louis Vuitton: Nicolas Ghesquière repõe pêndulos na hora certa



Esporte misturado com alta costura, hardware e salas de jogo no desfile da Louis Vuitton no Louvre, que encerrou quatro semanas de desfiles em Nova York, Londres, Milão e Paris. 

Por último, mas não menos importante. Foi uma coleção chique e surpreendente de Nicolas Ghesquière para a Louis Vuitton (LV), provavelmente a sua mais brilhante até o momento para a grande marca de luxo.


Louis Vuitton - primavera-verão 2023 - Paris - © PixelFormula


Encenado num cenário bastante impressionante, uma plataforma circular gigante elevada, onde modelos desfilavam em frente de cortinas abertas, enquanto um sol brilhante cintilava através de um céu branco. Um décor que a marca intitulou de "Flower Monster", com a ajuda do artista Philippe Parreno.

Acima de tudo, havia um maravilhoso senso de humor no vestuário, que incorporava todo o tipo de equipamento LV: zíperes pequenos e gigantes, fivelas, ilhós, colchetes, sob a forma de objetos ou estampas. Uma coleção e um desfile heroico, que abriu com coletes e saias brilhantemente cortadas, reforçados por tubos de tecido dobrados em acordeão, mantidos juntos por zíperes de seis polegadas (15,24 cm).

Nicolas Ghesquière foi então ainda mais longe com estampas deslumbrantes, onde longas faixas de ilhós descem pelas laterais dos blazers; e mangas são impressas zíperes dourados. Impressos em couro ou em seda, eram loucos, exigentes de usar mas inesperados e ousados. Antes de subir de nível com vestidos baby-doll em couro patchwork colorido, encimados por enormes nós.


Louis Vuitton - primavera-verão 2023 - Paris - © PixelFormula


Além disso, as bolsas engenhosas de Ghesquière eram de primeira linha: como uma bolsa nova e elegante em forma de chaveiro de couro ou outra em forma de uma enorme etiqueta de bagagem.

Mas o destaque foi para uma bolsa resistente, uma réplica da maison histórica da família fundadora em Asnières-sur-Seine. Quase uma versão em gengibre da original.

Quando se trata de calçado, o designer volta a pensar fora da caixa, com uma nova bota de boxe fundida com tênis tecnológicos. Ergonómicos, funky e salpicados de cristais, serão grandes sucessos e influentes.


Louis Vuitton - primavera-verão 2023 - Paris - © PixelFormula


De fato, há algum tempo que Ghesquière não criava uma coleção que se concentrasse nas tendências da moda. Uma coleção que colocaria todo o mundo da moda de acordo. 

A.W.A.K.E Mode: experiências cheias de talento



Natalia Alaverdian, fundadora e designer da A.W.A.K.E. Mode, que apresentou a sua última coleção na catedral americana de Paris, é uma das vozes mais convincentes no design de moda da atualidade.

Nestes salões sagrados, a A.W.A.K.E. Mode apresentou um desfile multimaterial, altamente experimental, que variou desde o romântico ao refinado cru. Muitos designers saíram da pandemia optando pelo seguro, agarrando-se aos seus códigos e DNA. Mas não tanto Natalia Alaverdian, que, para seu crédito, continua a inovar em termos de estrutura e visão.


A.W.A.K.E Mode - primavera-verão 2023 - Paris - © PixelFormula


Natalia Alaverdian é certamente uma hábil couturière, jogando com proporções arrojadas em vestidos de algodão com mangas de tulipa, casacos de basebol de seda com ombros abertos ou casacos de piloto, bem como saias formidáveis acabadas no fundo com punhos de camisa masculina.

Mostrou maravilhosas saias lápis, belos culottes drapeados e vestidos de cocktail com frentes recortadas. O seu senso de drapeado assimétrico em saias boca-de-sino foi admirável.

Natalia Alaverdian teve duas grandes ideias, sendo a primeira tecida e em mosaico de couro. Estas foram vistas em belíssimas saias de tonalidades cru, bege mel ou cor contrastante, cortadas a meio comprimento. A outra ideia foi a intrincada disposição de quadrados e círculos recortados. Usado para um efeito encantador em vestidos de cocktail e vestidos requintados para inaugurações em galerias. 

As suas experiências continuam em acessórios – desde saltos metálicos de Perspex tecidos a mules de malha perfurada.


A.W.A.K.E Mode - primavera-verão 2023 - Paris - © PixelFormula


Por vezes pretende usar o botão de autoedição, enquanto se debate com recortes e folhas de alumínio. Muitas vezes as melhores ideias foram as mais simples – tops em jeans reciclados de um ombro e vestidos de corte em viés alargados.

Todos elegantemente apresentados em modelos que tinham recebido um toque Viking com os seus penteados Valkyrie – embora a abertura do desfile com uma trilha sonora industrial explosiva parecesse estranha numa igreja. 

A designer fez uma pequena saudação antes de explicar nos bastidores que, como a maison tinha desenvolvido um negócio online significativo durante a pandemia, sentia-se mais próxima dos seus clientes e mais capaz de assumir riscos nos seus designs.

"A estrutura e a experimentação com a textura. Havia muitos elementos que eu já tinha tentado e todos eles juntaram-se nesta estação", sorriu a designer, antes de abraçar uma de suas maiores fãs, Doja Cat. O cabelo, pescoço e rosto da rapper californiana foram pintados de dourado.
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.