×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
10 de jan. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Oxford Street continua a ser o centro de compras mais movimentado da Europa

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
10 de jan. de 2022

Londres continuou sendo a capital das compras da Europa em 2021, de acordo com um novo relatório do BNP Paribas Real Estate.


A Regent Street de Londres foi o destino de luxo mais visitado da Europa. - Image: Nigel Taylor


Em um ano de severas restrições relacionadas à Covid, que afetaram especialmente as viagens internacionais, a rua londrina Oxford Street atraiu mais visitantes do que as ruas comerciais dos 34 principais destinos da Europa. Enquanto isso, a vizinha Regent Street também garantiu sua posição como o destino de varejo de luxo mais visitado da Europa.

O relatório do BNP, que “visa fornecer um panorama do tráfego de pedestres, que é um dos principais indicadores para avaliar a força do varejo físico”, analisa a movimentação das principais ruas de varejo de 34 cidades europeias importantes, incluindo as 20 principais da capitais da Europa.

A movimentação medida em um dia de amostra nesses 20 locais da capital revelou que a Oxford Street atraiu 72.700 visitantes naquele dia. Ela superou a Gran Vía de Madrid, que ficou em segundo lugar, com uma movimentação diária de 60.800.

O relatório também rastreou visitas a ruas comerciais de varejo de luxo específicas da Europa. Mais uma vez, Londres garantiu a primeira posição e, como mencionado, a Regent Street ficou  primeira posição, atraindo 56.900 pessoas. Esse número também a colocou em terceiro lugar na lista geral. A rua milanesa Corso Vittorio Emanuele II ficou em quarto lugar na lista geral, com 54.600 visitantes, enquanto a avenida parisiense Champs-Elysées ficou em quinto lugar, com 45.500 visitantes.

A força de Londres recebeu um impulso adicional, já que o destino de compras Long Acre de Covent Garden ficou em sétimo lugar na lista geral, atraindo 44.000 visitantes.

Gavin Redrupp, head do Varejo de Londres do BNP Paribas Real Estate, disse: “Sabemos que o setor de varejo foi o mais afetado durante o pior momento da pandemia, mas apesar desses desafios, Oxford Street e Regent Street continuam sendo destinos de visita obrigatória. Como tal, ambos continuam a atrair marcas fortes com uma oferta atrativa que, por sua vez, leva à uma forte movimentação.”

Patrick Delcol, head do Varejo Pan-Europeu do BNP Paribas Real Estate, acrescentou: “As descobertas sugerem que algum nível de normalidade foi restaurado aos principais destinos europeus: as instalações físicas ainda têm tração, os centros das cidades estão provando seu apelo, junto com alguns novos modelos e formatos de varejo que estão sendo introduzidos com sucesso nas cidades do interior.”

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.