×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
5 de mar. de 2018
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

O romantismo elegante da Valentino

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
5 de mar. de 2018

Semana da Moda de Paris - Para aqueles que procuravam elegância etérea e romântica em desfiles de moda, nesta temporada a Valentino foi a marca ideal. Da paleta de cores aos tecidos, através da majestosa silhueta, o desfile da Valentino realizado domingo à noite foi uma verdadeira afirmação de romantismo.


Valentino - Outono-Inverno 2018 - Moda feminina - Paris - © PixelFormula


Poucos designers misturam as cores tão brilhantemente como o diretor artístico de Valentino, Pierpaolo Piccioli. Sua combinação de tons pastéis brilhantes e cores primárias suaves foi simplesmente excepcional. O desfile foi realizado em um espaço customizado, um enorme hangar construído especialmente para esses 15 minutos de beleza, cujas enormes janelas ofereciam excelentes vistas para a cúpula dourada do Les Invalides.
 
Ainda tínhamos em mente o trabalho sublime do designer italiano para a Moncler Genius, apresentado em Milão, com cores semelhantes, mas em nylon. Para a Valentino, o designer decidiu trabalhar a silhueta A-Line longilínea que é freqüentemente associada aos estilistas romanos, de Mila Schön a Valentino, com muito talento, especialmente para os vestidos de seda bordados.

A atmosfera geral foi bastante clássica, mas reforçada pela exuberância das técnicas utilizadas: flores enormes de tecido, pétalas de meio metro em vestidos de cetim para a noite; e casacos  incríveis de pele, com orquídeas enormes, papoulas gigantes e enormes flores silvestres.

“A graça toma o poder. Ela encontra seu timbre na ternura, e sua singularidade em seu lado etéreo", explicou Pierpaolo Piccioli no programa de seu desfile, ele também muito florido.


Valentino - Outono-Inverno 2018 - Moda feminina - Paris - © PixelFormula


Em alguns momentos, o desfile pareceu um pouco preso em uma cápsula do tempo, parado na alta moda dos anos 70. No entanto, no geral, foi uma declaração ousada de fantasia confiante.
 
E mesmo sob os ritmos acelerados de Isobel, da Björk, ouvimos ao longo do desfile murmúrios, suspiros e gritos empurrados para a beleza absoluta de um grande número de roupas, sobretudo no final, com meia dúzia de vestidos encantadores, com destaque para Kaia Gerber, que vestiu uma um look magnífico, bem longo, com gigantescas pétalas e mangas bordadas com lantejoulas.
  
O designer radiante foi ovacionado após o desfile. A Valentino segue agora em direção a um IPO, que se funcionar como esta coleção deverá ser extremamente rentável.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.