×
Por
AFP-Relaxnews
Publicado em
25 de fev de 2015
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

O que deve ser conferido da Semana de Moda de Milão

Por
AFP-Relaxnews
Publicado em
25 de fev de 2015

Relaxnews – Depois de Nova York e Londres, a capital italiana arranca com seu festival de moda que comporta um calendário repleto de boas exibições com nada menos que 170 apresentações.

Uma modelo desfila na passarela coberta de areia púrpura da Prada, na última temporada em Milão. - Foto: PixelFormula


Em 2014, Milão nos proporcionou pirotecnia na passarela da Cavalli, câmeras em drones da Fendi e areia púrpura da Prada. O que será que a capital da moda reserva para a temporada? Tudo será revelado esta semana...

Ao discursar no início do mês na coletiva da Semana de Moda de Milão, o prefeito da cidade, Giuliano Pisapia, deu as boas-vindas aos sinais de revitalização da indústria da moda e à totalidade da economia italiana, destacando o sabor cada vez mais internacional do maior evento de estilo de Milão, que coloca a qualidade à frente. A notícia de que as exportações da moda italiana cresceram 5% em 2014 traz animação para a cidade anfitriã.

O primeiro dia (quarta-feira, 25 de fevereiro) dá às boas-vindas a 11 eventos de passarela para as marcas da cidade Simonetta Ravizza, Fausto Puglisi, Luisa Beccaria, bem como para as grandes marcas Gucci (15h00) e Alberta Ferretti (17h00). O estilista alemão criado na Suíça Philipp Plein completa o primeiro dia no início da noite com sua passarela ameaçadoramente intitulada "There Will Be No Miracles Here", às 20h00.

Fãs de Giorgio Armano e Dsquared2 vão ter que aguentar firme até segunda-feira para conhecer as coleções desses favoritos das semanas de moda. Suas apresentações estarão entre aquelas passarelas cheias de estrelas, já que ambas as marcas celebram grandes marcos.

A Dsquared2 vai festejar 20 anos enquanto a Giorgio Armani irá revelar seu Sac 11, uma nova edição limitada de bolsa para marcar sua quarta década de  existência.

O que é imperdível esta temporada

Após a saída de Frida Giannini, o ex-chefe designer de acessórios da Gucci Alessandro Michele debuta na linha feminina da marca no primeiro dia.

Jovem estilista e um dos maiores nomes da moda italiana, Gabriele Colangelo irá apresentar sua coleção Outono–Inverno no sábado, apenas alguns dias depois de ter sido nomeado diretor criativo da maison de moda de luxo Giada.

Uma modelo desfila na passarela coberta de areia púrpura da Prada, na última temporada em Milão. - Foto: PixelFormula


Stella Jean, relativamente nova na Semana de Moda de Milão, ganhadora do concurso de talento da Vogue Who’s On Next certamente irá impressionar multidões.

A apresentação de Emilio Pucci no sábado à noite vai mostrar a última coleção do diretor criativo Peter Dundas, antes de ele voltar a trabalhar com Roberto Cavalli. Diz-se que Marco Zanini, que deixou a Schiaparelli em novembro, estará à espera para assumir seu lugar.

Outras marcas para acompanhar no evento, que vai até o dia 2 de março, são Prada, Versace, Dolce & Gabbana e Roberto Cavalli. Essas marcas de luxo raramente deixam de oferecer uma mistura de um estilo decadente e sexy, disposto a virar o jogo, algo que os italianos fazem muito bem.

O calendário completo da Semana de Moda de Milão pode ser conferido aqui.

Copyright © 2021 AFP-Relaxnews. All rights reserved.