Novo líder da Guess quer seduzir os millennials e desenvolver o varejo

Carlos Alberini não é exatamente um novo líder na Guess. O executivo conhece bem a marca americana: ele foi presidente e diretor de operações da Guess de 2000 a 2010. Nomeado CEO em janeiro, após a saída de Victor Herrero, ex-executivo da Inditex, Carlos Alberini revelou sua estratégia aos analistas durante a publicação dos últimos resultados financeiros da empresa. No ano fiscal encerrado em 2 de fevereiro de 2019, as vendas de Guess aumentaram mais de 10%, para 2,61 bilhões de dólares, em comparação com 2,36 bilhões de dólares no ano anterior.


A Guess quer seduzir os millennials. - Guess

E quais são os pontos fortes do novo gestor da marca fundada pelos irmãos Marciano? Primeiramente, o novo CEO quer atrair mais clientes e, principalmente, os mais jovens. “A Guess vai completar 38 anos este ano e todos nós sabemos como é difícil permanecer relevante entre os consumidores inteligentes de hoje. A marca atrai cada vez mais novos perfis de consumidores, entre a geração dos millennials e a geração Z, que já representam mais da metade da nossa base de clientes online nos Estados Unidos”, explicou.

"Isso implica em iniciativas inovadoras e fortes colaborações com figuras-chave. Colaboramos, entre outros, com ASAP Rocky, J Balvin, 88rising, Places + Faces e Sean Wotherspoon. Além disso, com nossas coleções-cápsula, conseguimos atrair jovens consumidores que compõem uma comunidade de embaixadores da marca", acrescentou.

Carlos Alberini quer aproveitar essa dinâmica para desenvolver o varejo e o omnichannel. "Nossa oferta se diversificou especialmente com a expansão das referências de acessórios, bolsas e calçados. Ao comparar nossas vendas com as de nossos concorrentes, descobrimos que ainda podemos aumentar as vendas em todas as categorias de produtos. E, em particular, em mercados dinâmicos para impulsionar ainda mais os negócios, como China, Japão, Europa Oriental, Europa do Norte. (...) Com relação ao e-commerce, acredito que fizemos muito progresso, mas podemos melhorar ainda mais para oferecer uma experiência perfeita aos nossos clientes", concluiu.

Como prova dessa ambição, em uma teleconferência, Sandeep Reddy, diretor financeiro do grupo, informou aos analistas que prevê a abertura de 30 lojas na Europa e 20 na Ásia no próximo ano.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirModa - AcessóriosModa - CalçadosDenimNomeações
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER