×
Publicado em
13 de jan. de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

No. 21 traz a decadência burguesa milanesa em sua coleção pré-outono 2021

Publicado em
13 de jan. de 2021

Marilyn Monroe é a musa da nova coleção de pré-outono 2021 da No. 21, desenhada por Alessandro Dell’Acqua, que traz um toque da decadência burguesa de Milão.


Look feminino da coleção pré-outono 2021 da No. 21 - N.º 21


Uma versão ousada de Norma Jean, que vemos pela primeira vez com seus cabelos loiros caindo sobre o ombro, com uma combinação de shorts e uma camisa, mostrando pernas infinitas e usando um blazer masculino xadrez pied-de-poule.

Em seguida, vemos a garota diante de um espelho, vestindo um suéter de cashmere amarelo com um desenho de lábio vermelho cristal, passando batom em um banheiro. Os lendários lábios carnudos de Monroe até apareceram como uma série de beijos, com a modelo de salto alto no seu boudoir.

O casal No. 21 vagueia por uma série banheiros e suítes, antes que a Srta. Monroe finalmente saia, de pé em uma mesa em um terraço no Excelsior Gallia Hotel, com vista para a estreia de jovens modelos em Milão, na Stazione Centrale – principal estação ferroviária da capital da Lombardia que Mussolini desejava inaugurar pessoalmente.


Look masculino da coleção pré-outono 2021 da N.º 21 - N.º 21


"Dediquei esta coleção a Marilyn Monroe porque reconheço nela uma atitude bastante moderna em relação à sensualidade. Apesar da sua reputação de 'loira burra', acredito que ela encarnava uma forma saudável e natural de sensualidade. Ela era adorada pelos homens e causava alarde nas mulheres, pois (como Truman Capote a definia) era 'uma menina bonita' em cuja atitude e comportamento espontâneo os outros encontraram 'algum tipo de explosão sexual platinada'", explicou Dell'Acqua.

"Foi por isso que usei todos os elementos padrão da sensualidade feminina, de sutiãs  a decotes profundos, de body a culottes, des casacos amplos usados sem nada por baixo a saias lápis e corpetes metálicos... tudo isto enquanto capturava uma expressão simplificada de feminilidade que pertence muito ao mundo de hoje: a naturalidade perfeita", acrescentou o designer napolitano radicado em Milão.

Apesar da sugestão de um encontro proibido em um hotel estrangeiro, as fotos e o clima têm uma certa inocência e feminilidade, mesmo quando a femme fatale entra no elevador com um vestido de renda preta decotado a caminho da lavandaria no porão.


Look feminino da coleção pré-outono 2021 da N.º 21 - N.º 21


Enquanto o homem aparece vestindo um moletom ou suéter com gola de malha canelada, coletes de angorá com impressão de palma acabados com golas de malha; embora Marilyn possa usar esta última peça de vestuário com um sutiã em rosa cristal deitada na cama de hotel retrô dos anos 50.

Em relação aos sapatos, Dell'Acqua coloca Norma Jean Mortensen, ou Norma Jean Baker (seu nome de solteira) em sandálias de salto alto de veludo roxo com fivelas de cristal grossas; salto alto de cetim vermelho e plataforma robusta de couro envernizado. Tudo fotografado numa luz de glamour fria pelo fotógrafo Jacopo Benassi.

A mesma decadência burguesa que se mistura de forma inteligente na sessão de fotos icônicas de Bert Stern de 1962, com Marilyn Monroe fotografada na Suite número 261 e Bungalow 96 do hotel Bel-Air em Los Angeles para a revista Vogue.

As imagens apareceram na edição de setembro da revista, lançada nas bancas em 6 de agosto, um dia após Monroe – a maior estrela de cinema de todos os tempos – ter sido encontrada morta vítima de uma overdose de barbitúricos.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.