×
751
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Nivea desacelera mas Beiersdorf confirma perspectivas para 2019

Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
today 6 de ago de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

A empresa alemã de bens de consumo, Beiersdorf, informou na terça-feira (6) que sua marca de produtos para a pele, Nivea, diminuiu o ritmo de crescimento das vendas no segundo trimestre, mas confirmou suas perspectivas para 2019.


As vendas da Nivea cresceram 3,2% no primeiro semestre. - Reuters


No primeiro semestre, as vendas da empresa totalizaram 3,837 bilhões de euros, um aumento de 4,8%, excluindo os efeitos cambiais e as aquisições, ante 6% no primeiro trimestre. As ações da Beiersdorf caíram 2,6% no início do pregão.

As vendas da Nivea cresceram 3,2% no primeiro semestre, sendo + 4,9% no primeiro trimestre. As marcas de massa, como a Nivea, estão lutando em meio à ascensão de marcas pequenas e disruptivas, enquanto os consumidores estão optando por ingredientes mais naturais e produtos premium, levando a Beiersdorf a impulsionar linhas mais caras como La Prairie e Eucerin.

No mês passado, a Beiersdorf anunciou que estava montando uma unidade de inovação para desenvolver novas marcas "indie" e fortalecer as linhas existentes, como Labello, 8X4 e Hidrofugal.

Os lucros operacionais do primeiro semestre subiram 1%, para 592 milhões de euros, excluindo ítens únicos de 11 milhões de euros relativos à aquisição da marca americana Sun Care Coppertone por 550 milhões de dólares em maio.

A Beiersdorf confirmou sua previsão de crescimento das vendas para 2019, de 3 a 5%, e uma margem operacional de 14 a 14,5% em sua principal unidade de negócios.

Na semana passada, as ações da rival francesa L'Oréal caíram após a empresa informar que não atingiu as metas de crescimento para o segundo trimestre e que espera pouca melhora nos Estados Unidos este ano, onde a demanda por maquiagem está diminuindo.

© Thomson Reuters 2019 All rights reserved.