×
Por
EFE
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
14 de fev de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Nike vai construir fábrica de mais de 40 milhões de dólares em Honduras

Por
EFE
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
14 de fev de 2020

O presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández, colocou na quarta-feira (12) a primeira pedra do que será uma fábrica da marca americana de artigos esportivos, Nike, localizada em San Pedro Sula, ao norte do país, com um investimento de 1 bilhão de lempiras (cerca de 40,5 milhões de dólares).


Primeira pedra é colocada na fábrica da Nike em Honduras - EFE


A abertura da fábrica da Nike em Honduras é um sinal de confiança no trabalho entre o governo hondurenho e o setor de maquila, disse Juan Orlando Hernández durante o evento. Hernández também sancionou uma reforma da Lei de Zonas Francas aprovada na semana passada pelo Parlamento hondurenho.

"Fizemos um acordo com a maquila para estender os benefícios através das reformas à Lei das Zonas Francas", afirmou o presidente. O governante disse que a reforma da Lei das Zonas Francas irá "gerar 15.000 empregos" no país.

O Grupo Kattán, localizado em San Pedro Sula, e a Corporación Tegra Global, com sede em Atlanta (Geórgia), desenvolverão o projeto, nomeado “Arena”, em um edifício industrial de 63.000 metros quadrados, com um investimento de 1 bilhão de lempiras (cerca de 40,5 milhões de dólares), segundo Juan Orlando Hernández.

Hernández destacou que San Pedro Sula, a segunda cidade mais importante de Honduras e que no passado recente foi descrita como uma das mais violentas do mundo, é um exemplo de "força e visão”. “Não esquecemos o nível de insegurança que vivemos entre 2008 e 2011, sendo considerado o país mais violento do mundo e San Pedro Sula a cidade mais violenta. Mas agora isso mudou e fizemos progressos em relação à segurança”, ressaltou.

Segundo Hernández, o desenvolvimento do setor de maquila é produto de “um esforço conjunto que será refletido em 15.000 novos empregos para essa indústria no país”. “Obrigado, família Kattán, Kattán Group e Corporación Tegra Global por tornar isso possível e colocar Honduras no mapa de atração para investimentos", declarou o chefe de Estado.

O presidente da Asociación de Maquiladores de Honduras, Mario Canahuati, disse que a nova fábrica da Nike no país será a maior da América Latina. "Isso nos permite ter cartas de apresentação para atrair mais investimentos para o país", disse Canahuati, ex-ministro das Relações Exteriores de Honduras.

A fábrica da Nike começará a operar no final de janeiro de 2021 em uma planta moderna, inovadora, sustentável e ecológica, de acordo com informações oficiais. A planta abrigará mais de 7.000 pessoas em seus processos de produção e operará 24 horas por dia, sete dias por semana.

© EFE 2021. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos dos serviços Efe, sem prévio e expresso consentimento da Agência EFE S.A.