×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
3 de nov. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Nike apresenta marcas registradas para uso virtual

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
3 de nov. de 2021

A Nike apresentou várias novas marcas registadas, levando a especulações de que está se preparando para entrar no metaverso. 


Nike apresenta marcas registradas para uso virtual. - Facebook: Nike


Na sequência do anúncio do Facebook de que será renomeado para Meta para criar seu próprio metaverso, no qual as pessoas poderão se encontrar e se conectar virtualmente, novos pedidos de registro no U.S. Patent and Trademark Office (Instituto de Patentes e Marcas Registadas dos EUA) sugerem a intenção da Nike de criar e vender tênis e vestuário virtuais da marca Nike.

O pedido, feito em 27 de outubro, afirma que a Nike planeja lançar as suas marcas em uma atmosfera web diferente que lhe permitirá fornecer "calçado virtual online, não descarregáveis, vestuário, toucas, óculos, bolsas esportivas, mochilas, equipamento esportivo, arte, brinquedos, e acessórios para uso em ambientes virtuais".

No total, foram apresentadas sete candidaturas diferentes, incluindo o famoso slogan da marca "Just Do It", o seu logotipo swoosh, para a "Nike", bem como os logotipos "Air Jordan" e "Jumpman". 

Além disso, os recentes anúncios de emprego para um designer de material virtual de calçado – entre outros de design virtual – sugerem igualmente que a empresa está a se preparando para lançar produtos da marca Nike no metaverso.

A Nike fez incursões no espaço digital em 2019, quando a sua marca Jordan se associou à "Fortnite" para produzir peles para tênis Nike. Nesse mesmo ano, registrou também uma patente para "CryptoKicks", que ligaria os sapatos físicos a um NFT (Non-Fungible Token) para verificar a propriedade.

Em seu mais recente relatório de lucros, publicado em setembro, a empresa baixou as suas perspectivas fiscais para 2022, depois de informar que as receitas aumentaram de 10,59 bilhões de dólares (9,14 bilhões de euros), no primeiro trimestre encerrado em 31 de agosto, para 12,25 bilhões de dólares (10,57 bilhões de euros), enquanto os analistas esperavam em média 12,46 bilhões de dólares (10,75 bilhões de euros), de acordo com os dados IBES da Refinitiv. 
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.