×
891
Fashion Jobs
STUDIO Z
Coordenador de Planejamento Comercial
Efetivo - CLT · FLORIANÓPOLIS
GRUPO MEIA SOLA
Gerente de Marketing
Efetivo - CLT · FORTALEZA
GRUPO BOTICARIO
Executivo de Vendas ii (São Paulo)
Efetivo - CLT · São Paulo
LULITEX COM IMP EXP LTDA
Auxiliar Comercial
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
GRUPO LUNELLI
Analista de Gestão de Pessoas Pleno - Treinamento e Desenvolvimento
Efetivo - CLT · Guaramirim
GRUPO LUNELLI
Analista de Gestão de Pessoas - Assistente Social
Efetivo - CLT · Guaramirim
GRUPO BOTICARIO
Supervisor(a) de Lojas - Quem Disse, Berenice?
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
CAMICADO
Supervisor de Vendas e Operação de Loja - Brasília
Efetivo - CLT · Brasília
RENNER
Encarregado de Logistica E-Commerce
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
GRUPO BOTICARIO
Supervisor(a) de Lojas - o Boticário
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
GRUPO BOTICARIO
Product Owner E-Comm
Efetivo - CLT · Curitiba
IBRANDS
Líder de Logística
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
GRUPO BOTICARIO
Analista Gestão de Riscos Csc pl
Efetivo - CLT · Curitiba
AVON
Comprador Sênior
Efetivo - CLT · São Paulo
AVON
Comprador Sênior
Efetivo - CLT · São Paulo
RENNER
Supervisor de Vendas| Sobral Shopping - ce
Efetivo - CLT · Sobral
RENNER
Supervisor de Vendas | Rio Verde
Efetivo - CLT · Rio Verde
RENNER
Supervisor de Vendas| Imperial Shopping - Imperatriz ma
Efetivo - CLT · Imperatriz
RENNER
Supervisor de Vendas| Shopping Golden Calhau - São Luís
Efetivo - CLT · São Luís
RENNER
Supervisor de Vendas| São Luís Shopping
Efetivo - CLT · São Luís
RENNER
Supervisor de Vendas| Natal Shopping
Efetivo - CLT · Natal
RENNER
Supervisor de Vendas| Sobral Shopping - ce
Efetivo - CLT · Sobral

Nações Unidas iniciam em Nairobi a sua aliança para uma moda sustentável

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
today 15 de mar de 2019
Tempo de leitura
access_time 3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Há muitas temporadas que Heron Preston é um dos protagonistas de um streetwear eco-responsável. Na quinta-feira, o americano esteve em Nairobi para apresentar a sua abordagem, no âmbito da conferência das Nações Unidas que está a decorrer no Quénia.


No dia 13 de março teve lugar em Nairobi o Circular Design Challenge"I was a Sari" - UNEP/CYRIL VILLEMAIN


O designer e DJ foi ouvido com atenção, uma vez que as Nações Unidas pretendem assumir um papel de liderança no desenvolvimento de uma moda sustentável numa indústria cujo peso económico e ecológico foi recordado. O setor gera cerca de 2,4 bilhões de euros em negócios e emprega cerca de 75 milhões de pessoas em todo o mundo. Segundo os números revelados, é a origem de 20% das águas residuais mundiais e participa na libertação de mais de 500 mil toneladas de microfibras de plástico nos oceanos a cada ano. As suas atividades cumulativas produzirão entre 8% e 10% da totalidade das emissões de carbono do planeta.
 
Para fazer face a este desafio, os diferentes órgãos associados às Nações Unidas*, com o apoio de organizações como a Sustainable Apparel Coalition, que reúne diversas marcas, criaram na quinta-feira a Alliance for Sustainable Fashion (Aliança para a Moda Sustentável).

As questões de responsabilidade ecológica têm vindo a ganhar cada vez mais visibilidade a nível mundial. E, após um período de observação, o mundo da moda começou a lidar com estas questões com uma ampla gama de players do setor, dos produtores até às marcas, passando pelas empresas. Resta saber como navegar o complexo conjunto de problemas neste domínio.
 
Com várias entidades das Nações Unidas a intervirem ao longo da cadeia de valor, os representantes da organização internacional concordaram, num congresso realizado em Paris no ano passado, ser necessário estabelecer uma abordagem comum e criar um plano de ação. A abordagem engloba as indústrias do têxtil, vestuário, couro e calçado, a produção de matérias-primas e o fabrico de vestuário, acessórios e calçado até à sua distribuição, consumo e eliminação.
 
"Ao utilizar a moda como uma forma de ativismo e empoderamento, colocando em prática políticas inovadoras e negócios sustentáveis, a Aliança das Nações Unidas para a moda sustentável não encara a sustentabilidade como uma limitação à moda, mas sim como um desencadeador para fortalecer a criatividade e a paixão do setor", explicou Siim Kiisler, presidente da Assembleia das Nações Unidas para o meio ambiente.
 
Na quinta-feira, o ato inaugural da Alliance for Sustainable Fashion demonstrou o desejo de permitir que as diferentes agências das Nações Unidas falem em uníssono sobre este assunto e se concentrem nos 17 objetivos responsáveis definidos pela organização. Estes envolvem ações ecológica e socialmente responsáveis, através da harmonização de abordagens e da partilha de experiências.

O objetivo da organização é tornar-se uma plataforma que junta organizações institucionais, industriais e empresas, reunindo as melhores práticas e otimizando a sua disseminação. Num setor no qual muitos intervenientes se questionam sobre as melhores práticas ou o interesse de rótulos e certificações, uma iniciativa desta magnitude ajudará, provavelmente, a iluminar o caminho.

*Food and Agriculture Organization of the United Nations (FAO), International Labour Organization (ILO), International Trade Centre/Ethical Fashion Initiative (ITC/EFI), United Nations Conference on Trade and Development (UNCTAD); United Nations Department of Economic and Social Affairs (UN DESA), United Nations Development Programme (UNDP); United Nations Economic Commission for Europe (UNECE); United Nations Environment Programme (UN Environment); United Nations Framework Convention on Climate Change (UNFCCC); United Nations Global Compact; United Nations Office for Partnerships; UN-REDD Programme e o World Bank Group/Connect4Climate.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.