×
Publicado em
15 de dez. de 2021
Tempo de leitura
4 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Mulheres triunfam na coleção pré-outono de 2022 de Christian Dior

Publicado em
15 de dez. de 2021

A estética pós-punk se misturou com a jardinagem urbana em uma coleção francamente feminista, mas claramente feminina, da Christian Dior para o pré-outono de 2022, revelada em Paris na segunda-feira (13), cuja inspiração principal foi a irmã mais nova do fundador da maison.


Look da coleção Dior para a o pré-outono 2022 - Foto: Cortesia da Dior - Photo: Courtesy of Dior


Não houve um desfile, nem mesmo um vídeo, mas uma série de lookbooks iluminados, cheios de energia juvenil inspirados em Catherine Dior, cuja vida é o tema de uma nova biografia brilhante intitulada "Miss Dior, A Story of Courage e Couture" escrita por Justine Picardie.

Membro da resistência da Segunda Guerra Mundial, musa de seu irmão mais velho, Christian, e uma florista habilidosa, Catherine viveu quase meio século a mais que Christian, envelhecendo e cultivando rosas em Les Naÿssè, uma pequena fazenda da família na Provence. Uma terra que ainda fornece ingredientes para Miss Dior, o perfume que Christian Dior batizou com o seu nome.

A diretora criativa de moda feminina da Dior, Maria Grazia Chiuri, passou até mesmo um tempo em Les Naÿssè enquanto Picardie escrevia seu livro. O resultado é uma coleção inspirada nas terras provençais, com vestidos camponeses, aventais de jardinagem e até uma nova bolsa, inspirada nas bolsas de juta que a estilista descobriu que a empresa da família usava para embalar compostagem. Nele, ela desenhou um novo motivo heráldico e escreveu um lema que diz "L'Union fait la force" (A união faz a força). As mulheres estão triunfando nesta temporada na Dior.


Look da coleção Dior para o pré-outono 2022 - Foto: Cortesia da Dior - Photo: Courtesy of Dior


Além disso, Chiuri também se inspirou nas muitas mulheres criativas que cercaram Monsieur, desde a misteriosa e excêntrica musa do design Mizza Bricard, vista nos véus de malha e nos olhos esfumados do elenco de modelos; e Marguerite Carré, a mulher que transformou os esboços de Dior em roupas de verdade.

"O ponto de partida dessa coleção foi o trabalho de Justine e o diálogo que tive enquanto escrevia seu livro. Antes, a visão geral de Dior era bastante patriarcal e até limitada. Mas muitas mulheres influenciaram Dior e sua marca. Na verdade, Dior é uma síntese de todos esses elementos usados ​​para criar novas ideias. Gosto de mostrar que seu trabalho tem uma ideia feminina, não pela silhueta, mas pela multiplicidade de influências femininas”, argumentou Chiuri durante uma conversa via Zoom com jornalistas italianos.
 
Como resultado, Chiuri reinterpreta Dior, uma maison que se aproxima dos 75 anos de existência, como uma multiplicidade de possíveis expressões femininas; e o seu papel na atualização de um DNA complexo e articulado.


Look da coleção Dior para o pré-outono 2022 - Foto: Cortesia da Dior - Photo: Courtesy of Dior


"Dior uma vez disse que a feminilidade é uma armadilha ... Então, nos meus cinco anos aqui, tentei desvendar a ideia de feminilidade, não a partir da silhueta mas do conjunto de mulheres que circundavam Monsieur Dior e a sua marca", explicou Chiuri, que nasceu em Roma.

A coleção pré-outono também é baseada em vários códigos, de estampas florais a rosas, ao mesmo tempo em que acrescenta elementos de roupas esportivas contemporâneas, do casual à moda ativa. Como algumas leggings e blusas de gola alta com a inscrição: "Dior New Look" ou uma camiseta branca com a frase: "Femininity, the Trap" (Feminilidade, a armadilha).

O amor de Monsieur Dior pela Grã-Bretanha se reflete em fantásticas estampas xadrez, estilo Macleod de Lewis, vistas em ponchos mohair, culotes e bolsas. Além disso, a alfaiataria revelou-se excelente, desde os blazers com ombros napolitanos descobertos às jaquetas brancas ergonômicas.

"Tudo feito em tecidos leves com formas mais volumosas, já que os materiais clássicos da Dior seriam pesados ​​demais para o mundo em que vivemos, e seriam anacrônicos", disse Chiuri, que também se vestiu com o icônico cinza Dior para acrescentar um toque sombrio.


Look da coleção Dior para o pré-outono 2022 - Foto: Cortesia da Dior - Photo: Courtesy of Dior


Sua outra grande ideia era brincar com os uniformes, do jardim à fábrica ou escola, lembrando como ela e seus colegas subverteram o uniforme do colégio em Roma, encurtando o comprimento das saias. Uma roupa bege de operário e um vestido de jardinagem foram até mesmo estampados com os dizeres: "St Anne des Usines Dior". Usine significa "fábrica" ​​em francês.

"De certa forma, os uniformes fazem a moda. A ideia de que se ganha força ao pertencer a um grupo, ao mesmo tempo em que permanece um indivíduo. Foi isso que Catherine fez na Resistência", disse a designer da Dior, referindo-se ao período durante a guerra em que ela enviava os movimentos das tropas alemãs para os Aliados enquanto estes se preparavam para a libertação da Europa.

"Foi fascinante ficar na pequena fazenda. Foi muito íntimo e direto, e é onde a família permaneceu por muitos anos. Em muitos aspectos, Monsieur Dior era uma pessoa muito simples e um homem muito pragmático. Na verdade, ele dava conselhos às mulheres de como se sentirem melhor consigo mesmas ”, concluiu Chiuri.

Muito semelhante a esta coleção pré-outono, que vem repleta de roupas e conselhos inteligentes, comerciais e descolados, e é uma das mais fortes que Chiuri já criou para a Dior.
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.