×
Publicado em
9 de mar. de 2016
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Mulheres gaúchas transformam lixo em luxo

Publicado em
9 de mar. de 2016

Quem falou que o trabalho social não pode ter valor agregado pelo design? Enquanto muitos aguardam bons motivos para começar a empreender, um grupo de mulheres em situação de fragilidade dá vida a luminárias, flores, chaveiros, colares e brincos sofisticados, todos feitos em garrafas PET.

Cooperativa feminina une trabalho social e design no Rio Grande do Sul. Acima Colar Trama da Coleção Luminós. - Foto: Divulgação


Com a Coleção Luminós, que reúne luminárias e acessórios todos feitos do material reciclado, a Cooperativa Casulo, sediada na cidade de Canoas-RS, ganhou o Brasil durante a Paralela Gift, feira que reúne as melhores produções em design autoral, alta decoração e artesanato contemporâneo no Brasil.

Não mais descartável, o PET processado pela Cooperativa se torna objeto de adorno durável. Segundo a organização, o efeito da luz nas laminas de garrafa remetem as texturas e coloração do vidro, podendo ser ainda brilhante ou fosca, a partir de uma técnica de lixa.

Sendo todos os integrantes da Cooperativa moradores da cidade em situação de fragilidade social, o objetivo do projeto é a capacitação profissional e produção independente, ou seja, transformar o trabalho social em empoderamento real.  

A cooperativa foi fundada a partir do Natal da Transformação, projeto certificado pelo Prêmio Sustentabilidade na Conferência RIO+20, para decorar o Natal da cidade de Canoas com enfeites confeccionados a partir de material reciclado. Apenas a cenografia natalina de 2015 levou o espantoso montante de 300 mil garrafas para ser construída pela Casulo.

O projeto de qualificação profissional cresceu e, depois de um curso de empreendedorismo oferecido pela Prefeitura de Canoas e do trabalho das designers Lui Lo Pumo e Tina Moura, o grupo ultrapassou em muito a confecção de peças, entrando no mercado de produtos artesanais e ecológicos.

Fonte: Portal NoVarejo

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.