×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
15 de jan. de 2018
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Moschino reinterpreta o terno masculino em versão sadomasoquista

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
15 de jan. de 2018

No convite online aparecia o desenho de um pino de segurança, e o convite físico, em papel, era apresentado sob a forma de uma velha fita VHS...Com essas pistas, era esperado um desfile especial, em linha com a criatividade subversiva do fundador da marca, Franco Moschino,  reinterpretado com perfeição por Jeremy Scott desde 2014.


O terno masculino se encontra com o universo sadomasoquista na Moschino. - milanomodauomo.it


Para a coleção masculina outono-inverno 2018-19, apresentada em Milão no sábado (13), junto com a pré-coleção feminina, o diretor artístico da Moschino imaginou o encontro explosivo entre o homem mundano com seus imutáveis códigos ​​de vestuário e seu lado mais sombrio, com claras alusões ao universo bondage e sadomasoquista.

Assim, os ternos de banqueiros foram cortados pela metade, deixando os ombros desnudos e, em alguns casos, incluindo toda a parte superior, retidos por suspensórios ou tiras pretas. Os casacos clássicos de lã cinza ou smoking foram cobertos com notas bancárias, todas com a inscrição de uma palavra como “Bone" (Osso), “Boy” (Menino), “Hot” (Quente), etc., e presas diretamente na roupa com pinos de segurança para um toque punk.

Um colete de damasco de seda borgonha foi costurado na frente de um casaco preto; uma capa de chuva desgastada foi utilizada com as pernas nuas (e botas, obviamente!), A parte de trás de um casaco de lã de cor de ferrugem foi coberta de cristais; enquanto outra, em tweed, foi adornada com penas.


Atmosfera dark e bondage na Moschino - milanomodauomo.it


Os homens usaram gravatas em couro preto e os acessórios de sadomasoquismo foram vistos em toda parte, em couro ou látex: máscaras, capacetes, botas. Sem esquecer, é claro, das longas luvas e os espartilhos repletos de glamour, bem como as coleiras. As mulheres, por sua vez, vestiram roupas ultra-sexy e botas over the knee com amarração.

Jeremy Scott se divertiu muito com o conceito "arrastar" ("drag", em inglês). Vários casacos  arrastaram enormes caudas no chão e alcançaram formas quase surrealistas:  uma luva gigante, a parte de trás do casaco com suas duas mangas agarrando o chão... E em outro momento, um modelo apareceu com um roupão preto com transparência e tule.

Por fim, as caudas de duas jaquetas foram unidas, conectando para sempre e para a vida, o homem e a mulher que as vestiram como gêmeos.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.