×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
10 de mar de 2021
Tempo de leitura
4 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Moda parisiense vê futuro cor de rosa com Lanvin e Giambattista Valli

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
10 de mar de 2021

Após o impacto do confinamento e um ano de 2020 marcado pela pandemia de COVID-19, os estilistas veem o futuro com um otimismo inesperado. A julgar pelas coleções apresentadas esta semana na Semana da Moda de Paris virtual, e em particular as da Lanvin e da Giambattista Valli na segunda-feira (8), o próximo inverno pode ser tão efervescente e festivo quanto os anos loucos após a Primeira Guerra Mundial.


Vestido cocktail da Lanvin para dançar. - Lanvin


As garotas Lanvin querem se divertir e se exibir. Não há mais confinamento e a escuridão marcada pela pandemia. Estas jovens fazem uma escapadela para um palácio parisiense a poucos passos do Trocadéro (um dos bairros mais chiques de Paris), em uma limusine, que as deixa em Shrangi-La. Que comece a festa!
 
Penas, cristais, tecidos cintilantes, laços largos e vestidos com cauda...É assim que o diretor artístico marca Bruno Sialelli vê o inverno que se aproxima, apostando na volta da alegria e da frivolidade. Em seu vídeo de apresentação, suas jet-setters se divertem com seus roupas curtas e sedutoras, descendo as escadas majestosas do grande hotel.

Vídeo da Lanvin da coleção de outono-inverno 2021/2022


Com várias sacolas brancas Lanvin gigantescas debaixo do braço, essas compradoras-viciadas multiplicam os acessórios em quartos repletos de sapatos e roupas luxuosas. Equilibrando-se à beira da piscina, no quarto ou nos grandes salões forrados de lambris, elas mexem os quadris em brincadeiras e danças ao som de "Rich Girl", um sucesso interpretado por Gwen Stefani com a rapper Eve, que faz uma breve aparição.
 
Além de dois ternos monocromáticos amarelos e rosa e um modelo de smoking usado com corpete, as calças estão banidas do vocabulário da marca nesta temporada. Os vestidos predominam, de preferência modelo cocktail, em uma versão sem alças, bem curtos, feitos em tecidos brilhantes e sedosos, como cetim duquesa, tafetá, seda ou crepe, em tons pastéis. O estilista também oferece looks divertidos e completos em imitação de pele de leopardo.


O espírito da Lanvin é de festa. - Lanvin


Enormes laços e nós cravejados de pedraria deslizam por vestidos drapeados de cauda ou assimétricos fechados na lateral. Penas de avestruz e tons de rosa antigo ou azul bebê pontuam toda a coleção, trazendo um toque de leveza a muitas peças, tanto na gola de casacos, como em estolas ou mini capas, ou ainda em uma saia nuvem versátil ou top vaporoso.

Por outro lado, a profusão de rendas, lantejoulas e pérolas adornam os trajes mais escuros, enquanto estampas inspiradas nas obras do artista James Rosenquist – ícone americano e pioneiro da Pop Art – são apresentadas numa série de trajes azul celeste.

Vídeo Giambattista Valli para o outono-inverno 2021/2022

 
O desejo de se reconectar com o movimento e encontrar um novo dinamismo após um período de imobilidade e introspecção também caracteriza a coleção outono-inverno 2021-22 de Giambattista Valli. Sob a sua alçada, a mulher navega entre as eras como se fosse imortal. Com uma silhueta ultra-curta, mas chic, ela absorve o espaço vazio, exibindo botas plataforma, com os cabelos presos com uma tiara decorada com pérolas, como uma princesa.
 
O estilo sexy e romântico do estilista, com seus tecidos impalpáveis, estampas florais e transparências, está sendo desviado nesta temporada por um certo classismo, marcado por uma paleta predominantemente preta e branca. Ele se revela, sobretudo, através de uma série de ternos de tweed com botões dourados, mas também em peitilhos brancos em um vestido preto curto ou longo com lantejoulas; ou através de nós em golas, bolsos, cintura e ombros.


A vontade de brilhar invade a Giambattista Valli - Giambattista Valli


Giambattista Valli escolheu Paolina Borghese Bonaparte, a bela e intrépida irmã de Napoleão, como sua musa nesta temporada, inspirando-se também na Villa Borghese com seu enorme parque, que Paolina ocupou em Roma e que desde então se transformou em uma galeria de arte.

As referências ao estilo imperial aparecem discretamente em alguns vestidos de decotes ligeiramente levantados ou bordados com cristais, assim como as estampas florais e os bordados que lembram os afrescos e o jardim da Villa Borghese.

Outra reminiscência do passado são as mangas em fole que deslizam até aos antebraços, delimitadas a partir do cotovelo por um casulo de tafetá plissado ou pregueado. Com a sua forma em balão, eles transformam qualquer peça em uma roupa de época!
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.