×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
11 de mai. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Missoni confia linha infantil à Simonetta

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
11 de mai. de 2022

A italiana Missoni, marca especializada em malhas, acaba de assinar um acordo plurianual com a especialista italiana em moda infantil Simonetta (que detém licenças de marcas como Stella McCartney e Elie Saab) para o desenvolvimento, produção e distribuição de uma linha para crianças, a Missoni Kids. A coleção da marca italiana fundada em 1953 por Ottavio e Rosita Missoni será lançada para a primavera-verão 2023.
 

Linha de banho da Missoni - DR


Esta não é a primeira vez que a Missoni se lança no universo da moda infantil. Em 2006, a marca italiana assinou um contrato de licenciamento com o grupo francês especializado em moda infantil de luxo sob licença Chlildren Worldwide Fashion (CWF), que tem no seu portfólio as licenças infantis Givenchy, Kenzo Kids e Aigle. A coleção foi depois repatriada para gestão interna, antes de ser interrompida há alguns anos.
 
A coleção para crianças da Missoni versão Simonetta será, portanto, destinada a meninas e meninos dos 4 aos 14 anos, e será complementada por uma coleção de presentes de nascimento para bebê dos 3 aos 12 meses. A coleção primavera-verão 2023 contará com uma coleção principal de cerca de 160 peças e duas cápsulas com looks "mini-me" e moda praia. O icônico padrão ziguezague da Missoni será o fio condutor desta coleção colorida.

Livio Proli, CEO da Missoni desde 2020, explica: "Alegria, espontaneidade, qualidade e beleza são os valores da art de vivre da Missoni que, obviamente, tivemos que incutir nas linhas para crianças e adolescentes. E nesta missão fomos apoiados pela Simonetta, com quem partilhamos uma paixão comum pela cores, o que nos permitirá propor a uma clientela mais jovem coleções essenciais, diferentes e com uma relação qualidade/preço adaptada."
 
Em março, a Missoni nomeou Filippo Grazioli como diretor artístico. Desde a chegada de Livio Prioli à sua liderança, em 2020, a Missoni, que viu o Fundo Estratégico Italiano (FSI) regressar ao seu capital na ordem dos 41,2% em 2018, reposicionou-se. Nesse contexto, encerrou a sua linha jovem M Missoni e recuperou o controle direto da Missoni Home, que era gerida sob licença.

 
Em 2021, a marca registrou um volume de negócios de 105 milhões de euros.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.