×
Publicado em
29 de jun de 2017
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Miriam Ponsa e Txell Miras, mostram a força das mulheres na 080 Barcelona Fashion

Publicado em
29 de jun de 2017

"O mar é difícil, mas representa a liberdade", afirmou uma das pescadoras que foram protagonistas do documentário de Marta Solano "Mulheres do mar", um clipe do qual foi mostrado antes do desfile de Miriam Ponsa. Fazia parte de uma declaração de intenção da designer especialista em knitwear, que apresentava "Les dones del Mar", uma das propostas mais interessantes do que vai sair das passarelas.


Desfile de Miriam Ponsa na 080 Barcelona Fashion


A coleção reivindicou o papel das mulheres trabalhadoras fortes, inspiradas nas comunidades de pesca em que as mulheres desempenham um papel fundamental. A paleta estava imbuída de cores do mar como azul, branco, cinza e prata, enquanto os desenhos possuiam inspiração similar: de um casaco com ondas azuis usadas pela modelo internacional Mayka Merino ao uso de redes de pesca. Padrões assimétricos, combinações descontraídas e materiais naturais, como acessórios de algodão, linho, seda e rafia, caracterizaram a coleção.

Txell Miras, vencedora da melhor coleção durante a apresentação de fevereiro de 2016, mostrou "Roccocont", que foi fiel à paleta de cores da marca, mudando entre preto, branco e cinza. A coleção primavera/verão 2018 redefiniu a feminilidade com desenhos simples e descontraídos.


Txell Miras na la 080 Barcelona Fashion


Durante a manhã foi a estréia de Mietis, mostrando peças com um toque vintage, assim como a marca de fato de banho Guillermina Baeza. Loa de Lidia Aguilera e um convite para Barbados com os designs de Pablo Erroz, que se inspirou em férias coloridas e utilizou materiais como jeans, algodão e cetim. A estréia de Jnorig "Duas palavras opostas" merece uma menção especial, mostrando seu trabalho anterior nos ateliês de Jeremy Scott e S.Oliver, com uma influência desportiva que nos convidou a pensar em roupas esportivas ou mesmo no trabalho de Yohji Yamamoto.

À tarde, Lebor Gabala apresentou "De repente o verão", uma coleção de primavera marcada por estampas florais e azuis e verdes que não prefiguravam o final do dia. O dançarino de flamenco Rafael Amargo apresentou o primeiro desfile da marca Amoramargo, que, devido a atrasos e um desfile que durou quase uma hora, quase eclipsou o trabalho das artesãs do dia. Embora nem sempre pareça assim, nem tudo na moda tem valor. Ou, pelo menos, não deveria.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.